Sementes crioulas e socioagrobiodiversidade: experiências camponesas em Orizona e Vianópolis – GO

  • Welington Martins Ribeiro Universidade Federal de Goiás
  • Dinalva Donizete Ribeiro Universidade Federal de Goiás

Resumo

As variedades crioulas estão presentes em diversas Comunidades camponesas no Brasil. Elas são vetoras de conhecimentos tradicionais, diversificam a produção, a renda, a alimentação e as práticas socioculturais, potencializando a socioagrobiodiversidade. Em duas Comunidades localizadas no estado de Goiás identificamos seis famílias guardiãs de variedades e, por meio da observação participante e de entrevistas, constatamos que, no total, são cultivadas 146 variedades de plantas e criadas três espécies de animais crioulos - diversidade considerada elevada. O manejo está associado a práticas agroecológicas e/ou orgânicas e o uso das variedades favorece o modo de vida camponês nas Comunidades.

Palavras-chave: variedades crioulas, socioagrobiodiversidade, campesinato, agroecologia.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Welington Martins Ribeiro, Universidade Federal de Goiás

Mestre em Agronegócio pela Universidade Federal de Goiás e graduado em Gestão do Agronegócio pela Universidade de Brasília.

Dinalva Donizete Ribeiro, Universidade Federal de Goiás

Possui graduação, mestrado e doutorado em Geografia (com ênfase em geografia Agrária). É professora Associada da Universidade Federal de Goiás, na Escola de Agronomia / Setor de Desenvolvimento Rural.

Publicado
19-08-2019
Como Citar
Ribeiro, W. M., & Ribeiro, D. D. (2019). Sementes crioulas e socioagrobiodiversidade: experiências camponesas em Orizona e Vianópolis – GO. Ateliê Geográfico, 13(2), 208-223. https://doi.org/10.5216/ag.v13i2.53498
Seção
Artigos