Permanências e singularidades da festa de São José do município de Pedrinhas/Sergipe

Autores

  • Auceia Matos Dourado Universidade Federal de Alagoas, Penedo, Alagoas, Brasil.
  • Maria Augusta Mundim Vargas Universidade Federal de Sergipe, Aracajú, Sergipe, Brasil.

DOI:

https://doi.org/10.5216/ag.v12i3.51309

Resumo

Em Sergipe, as festas religiosas católicas são numerosas. Elas são realizadas pelas arquidioceses, dioceses, vicariatos, paróquias, capelas ou, espontaneamente, pelo povo. Essas festas expressam um momento de fé, agradecimento, reverência e devoção ao santo padroeiro. Dentre todos os padroeiros católicos, São José é o mais comemorado em Sergipe, estado que possui o maior número de igrejas envolvidas. O presente artigo discute a paisagem da Festa de São José – considerada a mais importante do calendário festivo da cidade sergipana de Pedrinhas –, buscando compreender suas mobilidades, permanências e singularidades. O trabalho foi realizado por meio de observações in loco, tanto dos preparativos como do festejo propriamente dito, aplicação de questionários, entrevistas com participantes e organizadores da festa, e registro fotográfico.

Palavras-chave: Festa religiosa, padroeiro, São José, paisagem. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2018-12-21

Como Citar

DOURADO, A. M.; VARGAS, M. A. M. Permanências e singularidades da festa de São José do município de Pedrinhas/Sergipe. Ateliê Geográfico, Goiânia, v. 12, n. 3, p. 195–211, 2018. DOI: 10.5216/ag.v12i3.51309. Disponível em: https://revistas.ufg.br/atelie/article/view/51309. Acesso em: 14 jul. 2024.

Edição

Seção

Artigos