Cartografias de quem produz cartografias: narrativas dos professores sobre crianças e mapas

Autores

  • Daniel Luiz Poio Roberti Universidade Federal Fluminense, Angra dos Reis, Rio de Janeiro, Brasil.
  • Jader Janer Moreira Lopes Universidade Federal de Juiz de Fora, Juiz de Fora, Minas Gerais, Brasil.

DOI:

https://doi.org/10.5216/ag.v12i3.46434

Resumo

O texto fala de mapas, crianças e escolas na visão de determinados atores. São eles: professores universitários que contribuíram para a formação da Cartografia Escolar no Brasil. A Cartografia Escolar é um campo de pesquisa que surge na interface entre Educação e Geografia, a partir das primeiras discussões empreendidas pelo grupo Geografia e Cartografia Escolar no final da década de 90. Este grupo de pesquisa é coordenado pelas professoras Rosângela Doin de Almeida e Regina Araújo Almeida. A história do grupo se mistura com a dos seus eventos acadêmicos, como os Colóquios de Cartografia para Criança e Escolares. Até o momento foram 7 eventos de Cartografia para escolares no Brasil. O objetivo de nossa pesquisa foi compreender os movimentos e práticas cartográficas que se encontram emaranhados nas narrativas dos entrevistados e nos anais dos colóquios, simpósios e fóruns de Cartografia para Crianças. Constatamos que o campo da Cartografia Escolar sofre influência de diferentes áreas do conhecimento, principalmente, da psicologia do desenvolvimento e da filosofia.

Palavras-chave: Cartografia Escolar, Colóquios para Criança e escolares, Mapas

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2018-12-21

Como Citar

ROBERTI, D. L. P.; LOPES, J. J. M. Cartografias de quem produz cartografias: narrativas dos professores sobre crianças e mapas. Ateliê Geográfico, Goiânia, v. 12, n. 3, p. 157–169, 2018. DOI: 10.5216/ag.v12i3.46434. Disponível em: https://revistas.ufg.br/atelie/article/view/46434. Acesso em: 3 mar. 2024.

Edição

Seção

Artigos