A Dança e o Sagrado

a teoria de Mirce Eliade e a religiosidade na dança

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5216/ac.v8i2.73376

Resumo

O presente artigo trata dos aparatos conceituais de um autor clássico e pioneiro nos estudos da religião: Mircea Eliade. O objetivo é, por meio da metodologia de revisão bibliográfica, pensar as suas contribuições enquanto uma ferramenta analítica capaz de pensar a relação que muitos indivíduos, grupos ou culturas fazem entre os seus sentimentos espirituais, as suas crenças religiosas e a dança. Eu começo descrevendo o contexto de origem sua teoria, levando em conta certos aspectos históricos de sua trajetória intelectual. Depois, na segunda parte, discuto as suas aplicações para a interpretação de contextos sociais onde a dança de relaciona com a religiosidade. Na terceira parte, eu proponho uma compreensão mais ampliada do uso desta teoria. E, por último, a última sessão discute várias críticas que já foram efetuadas a este modelo teórico, evidenciando os limites da sua estrutura epistemológica e ontológica.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Giuliano Souza Andreoli, Universidade Estadual do Rio Grande do Sul (UERGS), Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil, giulianoandreoli@yahoo.com

Professor de Teoria da Dança no curso de Licenciatura em Dança na Universidade Estadual do Rio Grande do Sul. Licenciado em Educação Física pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Especialista em Pedagogias do Corpo, pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Mestre em Pedagogia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Doutorando em Sociologia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Referências

ALLEN, Douglas. Myth and religion in Mircea Eliade. New York: Routledge, 1998, 384 p.

ANTTONEN, Veikko: Sacred, in: Braun, Willi; Russell T.McCutcheon [orgs.]. Guide to the Study of Religion, London; New York: Cassell, 2000, p.271-282.

ARTEAGA, José Eugênio Zapardiel. Mito y sentido em Mircea Eliade. El Genio Maligno. Revista de Humanidades y Ciencias Sociales, nº. 2, marzo, 2008

BELLOTTI, Karina Koisicki. História das Religiões: conceitos e debates na era contemporânea. História: Questões & Debates, Curitiba, Editora UFPR, n. 55, p. 13-42, jul./dez. 2011.

BOURCIER, Paul. História da Dança no Ocidente. tradução Marina Appenzeller. 2 ed. São Paulo: Martins Fontes, 2001.

COOMARASWAMY, Ananda Kentish. The dance of Shiva. Owen, 1958.

CROATTO, Jos Severino. As linguagens da experiência religiosa: uma introdução à fenomenologia da religião. Coleção Religião e Cultura. Trad. de Jorge Wanderley. São Paulo: Paulinas, 2004.

DE MORAES, Jorge Adrihan do Nascimento. QUAL O LUGAR DO MEU CORPO NA SUA LEITURA BÍBLICA? CORPOS DISSIDENTES E AS VIOLÊNCIAS DA TEOLOGIA TRADICIONAL. In: Anais do Congresso Latino-Americano de Gênero e Religião. 2021. p. 352-362.

DURAND, Gilbert. Introduction à la mythodologie. In: La sortie du XXe siècle. Société. Paris: CNRS éd, 2010.

DURKHEIM, Èmile. As formas elementares da vida religiosa. Martins Fontes, São Paulo, 1996.

ELIADE, Mircea. Padrões das Religiões Comparadas, 1958, Londres: Sheed & Ward.

ELIADE, Mircea. Aspectos do mito. Lisboa: Edições 70. 1963, 170 p. Perspectivas do homem; v. 19.

ELIADE, Mircea. O Sagrado e o Profano: A Essência das Religiões. São Paulo: Martins Fontes, 2012. 3°ed.

ELIADE, Mircea. O mito do eterno retorno. tradução José A. Ceschin. São Paulo: Mercuryo, 1992.

EVANS-PRITCHARD, Edward Evan. Bruxaria, oráculos e magia entre os Azande. Rio de Janeiro: Zahar ed., 1978.

FELDTKELLER, Andréas: Numinos, in: Religion in Geschichte und Gegenwart, Vol.6, Tübingen: Mohr Siebeck 2003, p. 428-429.

FRAZER, James George. La rama dorada: Magia y religión. México, D.F.: Fondo de Cultura Económica, 1996.

GASTON, Anne-Marie & GASTON, Tony. Dance as a way os being religious. In: BROWN, Frank Burch (Ed.). The Oxford Handbook of Religion and the arts. Oxford University Press, 2013. p.182-202.

GASTON, Anne-Marie. Bharata Natyam: A Classical Indian Dance in Transition. South Asian Studies, v. 7, n. 1, p. 127-140, 1991.

GLUCKMAN, Max. Moral crises: magica land secular solutions. In: The Allocalion of responsabilities. Manchester University Press, 1972.

GUIMARÃES, André Eduardo. A estrutura do sagrado na obra de Mircea Eliade. Belo Horizonte: UFMG, 1980. Dissertação (Mestrado em Filosofia).

GUIMARÃES, André Eduardo. O sagrado e a história: fenômeno religioso e valorização da história à luz do anti-historicismo de Mircea Eliade. Porto Alegre: EDIPUCRS, 2000, 608p.

HUNT, Lynn. Nova História Cultural. São Paulo: Martins Fontes, 1995.

JORGE, Erica Ferreira da Cunha. É no corpo que o santo baixa! Considerações sobre o corpo nos transes religiosos afro-brasileiros. Identidade! São Leopoldo; v.18 n.1. p. 122-132. jan.-jun., 2013.

KEALLINOMOHOKU, Joan W. Dance, Myth and Ritual in Time and Space. In: Dance Research Journal, vol.29, n.1, Spring, 1997.

LAPLANTINE, François. Penser anthropologiquement la religion. In : Anthropologie et Sociétés. V. 37, N. 1, 2003, p. 11-33.

LARA, Larissa Michele. Dança: Dimensão Sagrada Ou Profana? Conexões. Unicamp, v. 1, n. 2 p. 94-107, dez. 1999.

MAFESOLLI, Michel. O Instante Eterno: o retorno no trágico nas sociedades pós-modernas. Tradução Rogério de Almeida, Alexandre Dias. São Paulo: Zouk, 2003.

MAFFESOLI, Michel. Le réenchantement du monde: une éthique pour notre temps. Paris: Perrin, 2009.

MASSENZIO, Marcello. A História das Religiões na cultura moderna. São Paulo: Hedra, 2005.

MELATTI, Julio Cesar. Myth and shaman. Native South Americans. Ethnology of the least known Continent, editado por Patricia Lyon. Boston, Little, Brown and Company, 1974.

MENEZES, Ana Luisa. A Dança e o xamanismo: os processos educativos mito-ritualísticos do cotidiano guarani. Espaço Ameríndio, Porto Alegre, v. 2, n. 1, p. 111, 2008.

ORTIZ, Renato. Anotações sobre Religião e Globalização. Revista Brasileira de Ciências Sociais. São Paulo, v.16, n. 47, p.59-74, out.2001.

OTTO, Rudolf. O Sagrado: um estudo do elemento não-racional na idéia do divino e a sua relação com o racional. (tradução: Prócoro Velasquez Filho). São Bernardo do Campo: Imprensa Metodista, 1985.

PERNIOLA, Mario. Mais-que-sagrado mais-que-profano. In: GARCIA, Maria Amélia Bulhões e KERN, Maria Lúcia Bastos (orgs.). As questões do sagrado na arte contemporânea na América Latina. Porto Alegre: Editora da Universidade da UFRGS; Programa de pós-graduação; Mestrado em Artes Visuais. Coleção visualidade; v.3, 1997. 188p.

PINEZI, Ana Keila; JORGE, Érica Ferreira da Cunha. Revisitando dicotomias clássicas em As formas elementares da vida religiosa: sagrado x profano, magia x religião. Estudos de Religião, v. 26, n. 42, p. 83-98, 2012.

RICCO, Ana Letícia Aires Ribeiro. Ministérios da dança: da composição estética à performance no culto evangélico. 29ª Reunião Brasileira de Antropologia, realizada entre os dias 03 e 06 de agosto de 2014, Natal/RN.

SANCHIS, Pierre. Desencanto e formas contemporâneas do religioso. Revista Ciências

Sociais e Religião, Porto Alegre, v. 3, n.3, p.27-43, out. 2001

SOUZA, Vitor Chaves de. A ontologia do mito de Mircea Eliade: possibilidades e aspectos críticos. Estudos de Religião, v. 25, n. 41, 203-215, jul./dez. 2011.

STEIN, Stanley. Vassouras: um município brasileiro do café (1850-1900). Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1990.

TERRIN, Aldo Natale. O rito: antropologia e fenomenologia da ritualidade. Tradução José Maria de Almeida. São Paulo: Paulus, 2004. Coleção estudos antropológicos.

TURNER, Victor. O Processo Ritual: estrutura e antiestrutura. tradução de Nancy Campi de Castro e Ricardo A. Rosenbusch. 2 ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2013.

VAN GENNEP, Arnold. Os ritos de passagem. Petrópolis: Vozes, 2009.

USARKI, Frank. Os enganos sobre o Sagrado: uma síntese da crítica ao ramo "clássico" da fenomenologia da religião e seus conceitos-chave. Revista de Estudos da Religião. nº 4, 2004, p. 73-95.

USARSKI, Frank & PASSOS, João Décio. (orgs.) Compêndio de Ciência da Religião. São Paulo: Paulinas/Paulus, 2013.

VOLLI, Ugo. Da Aristotele a Pina Bausch. Per il politeismo. Esercizi di pluralità di linguaggi,1992, p.122-135.

WEBER, Max. Sociologie de la religion: économie et société. Paris: Flammarion, 2006.

Downloads

Publicado

2023-06-20

Como Citar

ANDREOLI, G. S. A Dança e o Sagrado: a teoria de Mirce Eliade e a religiosidade na dança. Arte da Cena (Art on Stage), Goiânia, v. 8, n. 2, p. 005–046, 2023. DOI: 10.5216/ac.v8i2.73376. Disponível em: https://revistas.ufg.br/artce/article/view/73376. Acesso em: 18 maio. 2024.