ESTUDOS ÉTNICOS NAS ARTES DA CENA: A METODOLOGIA KÕKAMÕU COMO PERSPECTIVA SIMÉTRICA PARA O PROCESSO DE PESQUISA E CRIAÇÃO EM ARTE

Autores

  • Luiz Davi Vieira Gonçalves Universidade do Estado do Amazonas

DOI:

https://doi.org/10.5216/ac.v4i1.52454

Palavras-chave:

Kõkamõu. Metodologia. Conhecimento Ameríndio. Artes da Cena

Resumo

Este artigo visa refletir a etnicidade nas Artes da Cena propondo a metodologia Kôkamõu como ferramenta para os desafios e realidades encontrados nos tempos atuais por artistas que procuram os povos ameríndios para desenvolverem pesquisas artísticas, acadêmicas, entre outras, sobretudo em busca de teorias e práticas decoloniais. A palavra kôkamõu, na língua Yanonami, significa juntos(as), e a metodologia salienta a importância da experiência junto aos indígenas como locus central para o aprofundamento do conhecimento sobre a realidade cosmológica, social e política, fortalecendo os objetivos almejados de ambas as partes envolvidas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Luiz Davi Vieira Gonçalves, Universidade do Estado do Amazonas

Professor na Escola Superior de Artes e Turismo da Universidade do Estado do Amazonas e Doutorando pela Universidade Federal do Amazonas.

Referências

ARTAUD, Antonin. O Teatro e seu Duplo. São Paulo, Martins Fontes, 2006.

COHEN, Renato. Performance como linguagem: criação de um tempo-espaço de experimentação. 2 ed. São Paulo: Perspectiva, 2009.

CLIFFORD, James. A experiência etnográfica: antropologia e literatura no século XX. Rio de Janeiro: Editora UFRJ, 1998.

FABRINI, Verônica. Arte, Ciência e Descolonização. In: BAPTISTA, Ana Maria Haddad; SEVERINO, Francisca Eleodora; ANDRÉ, Carminda Mendes (Org). Artes, Ciências e Educação. São Paulo: Big Time Editora, 2015.

FABRINI, Verônica. Corpo e Artes da Cena. In: HADERCHPEK, Robson Carlos, VIEIRA, Marcilio de Souza (Org). Corpo e processos de criação nas artes da cênicas. Natal: EDUFRN, 2016.

FAVRET-SAADA, Jeanne. Ser afetado. In: Cadernos de Campo, São Paulo, n. 13: p. 155-161, 2005.

GONÇALVES, Luiz Davi Vieira. Teatro e Ritual: os desafios da criação performática com base no xamanismo Yanomami. In: Memória ABRACE XVI Anais do IX Congresso da Associação Brasileira de Pesquisa e Pós-Graduação em Artes Cênicas. Anais...Uberlândia(MG) UFU, 2017.

GONÇALVES, Luiz Davi Vieira. Performance e Xamanismo: o corpo e sua expressividade no xamanismo Yanomami aldeia de Maturacá. Revista Arte da Cena, Goiânia, v. 2, n. 1, p. 83-96, Dezembro/2015.

PEIRANO, Mariza. A favor da etnografia. Rio de Janeiro: Relume-Dumará, 1995.

LIGIÉRO, Zeca. Corpo a corpo: estudo das performances brasileiras. Rio de Janeiro: Garamond, 2011.

RAMALHO, Moisés. Os Yanomami e a morte. Tese de doutorado. USP. São Paulo. 2008.

GEERTZ, C. Interpretação das culturas. Rio de Janeiro: LTC, 1989.

PAVIS, Patrice. A encenação contemporânea: origens, tendências, perspectivas. São Paulo: Perspectiva, 2010.

SCHECHNER, Richard. Pontos de contato entre o pensamento antropológico e teatral. In: Cadernos de Campo, São Paulo, n.20, p. 213-336, 2011.

SCHECHNER, Richard.. “Pontos de Contato” revisitados. In: DAWSEY, John et al. (org.) Antropologia e Performance: ensaios napedra. São Paulo: Terceiro Nome, 2013.

Downloads

Publicado

2018-07-31

Como Citar

GONÇALVES, L. D. V. ESTUDOS ÉTNICOS NAS ARTES DA CENA: A METODOLOGIA KÕKAMÕU COMO PERSPECTIVA SIMÉTRICA PARA O PROCESSO DE PESQUISA E CRIAÇÃO EM ARTE. Arte da Cena (Art on Stage), Goiânia, v. 4, n. 1, p. 018–041, 2018. DOI: 10.5216/ac.v4i1.52454. Disponível em: https://revistas.ufg.br/artce/article/view/52454. Acesso em: 24 fev. 2024.