LUA CAMBARÁ: UM EXERCÍCIO POÉTICO DE CRIAÇÃO CÊNICA

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5216/ac.v3i1.46155

Palavras-chave:

Literatura brasileira, Lua Cambará, arquétipo, criação cênica, processo criativo.

Resumo

Este artigo trata de uma investigação em processo sobre a construção da personagem Lua Cambará.  O contexto do conto Lua Cambará, de Ronaldo Correia Brito, surge como material para a composição de cenas, em que a personagem central, Lua Cambará, ainda em latência e desejo, vem sendo esboçada a partir da noção de arquétipo em Jung; compreendendo arquétipo enquanto estímulo imagético e de ação para a criação cênica, de modo a utilizar estímulos extraídos do próprio conto para a criação. A partir de três exercícios: laboratório, oficina e passeio, como pontapé inicial, algumas reflexões estão surgindo sobre a personagem, cujas camadas estão sendo compreendidas como um aspecto tríplice que encarna qualidades dos arquétipos de Oxum, Yansã e Nanã. Este artigo, portanto é um primeiro exercício de análise sobre a personagem Lua Cambará e o modo de criação que situa esta numa abordagem arquetípica. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Inácia Rita Maria Larissa Barros de Santana, Universidade Estadual de Campinas.

Mestranda no Programa de Pós-Graduação em Artes da cena, na Universidade Estadual de Campinas. Graduada no curso de Bacharelado em Teatro pela Universidade Federal da Paraíba (2014). Graduada em Letras pela Faculdade de Formação de Professores de Afogados da Ingazeira (2009), com habilitação em português e inglês. É Atriz profissional, dançarina, poetiza, brincante e pesquisadora da cultura popular brasileira.

Referências

BOLOGNESI, Mario Fernando. Experiência e história na pesquisa em artes. Art Research Journal/ Revista de Pesquisa em Arte. ABRACE, ANPPOM em parceria com a UFRN. Rio de Janeiro: 2014. 119p. vol. 1/1, ISSN: 2357-9978. 2014. 119p. Disponível em:

https://periodicos.ufrn.br/artresearchjournal/article/view/5258 acessado em 11 de ago. 2016.

BRITO, Ronaldo Correia. Lua Cambará. IN: BRITO, Ronaldo Correia. Faca. São Paulo: Cosac & Naify . 2003. 184p. ISBN: 85.7503- 174-0.

CLARK, Nathália Perry. Faca-face de um feminino sertanejo _ impressões do regionalismo contemporâneo de Ronaldo Correia Brito. Brasília: Programa de Pós-Graduação em Literatura/Universidade de Brasília. 2011. Dissertação (mestrado em Literatura e outras áreas do conhecimento).

CZIKSZENTMIHALY, Mihaly. A descoberta do fluxo: a psicologia do envolvimento com a vida cotidiana. Tradução de Pedro Ribeiro. Rio de Janeiro, Editora Rocco, 1999. ISBN 85.325.1014-0.

ELIADE, Mircea. Mitos, Sonhos e Mistérios. (Mythes, Rêves et Mystères, tradução de Samuel Soares) Lisboa, Portugual: Editora Edições 70, 1989.

FABIÃO, Eleonora. Corpo Cênico, Estado Cênico. Revista Contrapontos. Rio de Janeiro: 2010. 321-326p. vol.10, n.3. Disponível em: http://siaiap32.univali.br/seer/index.php/rc/article/viewFile/2256/1721 Acessado 31 de jul. 2016.

JACOBI, Jolande. Complexo, arquétipo, símbolo na psicologia de C. J. Jung. São Paulo: Editora Cultrix, 1995.

NAPOLI, Franceso. Luigi Pareyson e a estética da formatividade: um estudo de sua aplicabilidade da poética do read-mady. Ouro Preto: Programa de Pós-Graduação em Filosofia, Artes e Cultura/Universidade Federal de Ouro Preto. 2008. Dissertação. (Mestrado em Filosofia).

NAVARRO, Grácia, Maria. Corpo Ficcional: da Dança Brasileira ao Teatro Contemporâneo. Campinas: Programa de Pós-Graduação em Artes da Cena/Universidade Estadual de Campinas. 2009. Tese. (Doutorado em Artes).

PRANDI, Reginaldo. Mitologia dos Orixás. São Paul: Editora Companhia das Letras, 2001. 591p. ISBN: 978 - 85 - 359 - 0064 - 4.

ROYO, Victória Pérez. Sobre a pesquisa em artes: um discurso amoroso. Revista Brasileira de Estudos da Presença. Porto Alegre: 2015. 533-558p vol.5, nº3. E-ISSN; 2237-2660. Disponível em: http://www.seer.ufrgs.br/presen%C3%A7a acessado em 11 de ago. 2016.

Downloads

Publicado

2017-07-31

Como Citar

BARROS DE SANTANA, I. R. M. L. LUA CAMBARÁ: UM EXERCÍCIO POÉTICO DE CRIAÇÃO CÊNICA. Arte da Cena (Art on Stage), Goiânia, v. 3, n. 1, p. 108–127, 2017. DOI: 10.5216/ac.v3i1.46155. Disponível em: https://revistas.ufg.br/artce/article/view/46155. Acesso em: 26 maio. 2024.