Dançando a Carne: O Mito de Adão em Cena

Autores

  • Luiz Felipe Ferreira da Rocha Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, Rio Grande do Norte, Brasil.

Palavras-chave:

Dança, Mito, Criação, Corpo.

Resumo

Este artigo possibilita uma reflexão acerca da condição humana
revelada nos mitos que, em sua potência simbólica, nos servem como impulso para pensar a existência, o corpo e criar artisticamente em dança contemporânea, sob a perspectiva da atitude fenomenológica que nos propõe o filósofo francês Merleau-Ponty. Trata-se de um relato do processo de criação vivido junto à Aviva Cia de Dança, que culminou na obra artístico-coreográfica “A Carne que Sou”, e que, inspirada no mito de Adão, respira seus sentidos próprios para cada corpo que a criou e que a dança, desatando possibilidades para se pensar as criações e obras artísticas como orientadoras em reflexões ontológicas e epistemológicas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Luiz Felipe Ferreira da Rocha, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, Rio Grande do Norte, Brasil.

Graduado em Educação Física pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), mestrando em Artes Cênicas pela mesma instituição e membro do Grupo de Pesquisa em Corpo, Dança e Processos de Criação- CIRANDAR. Desde a graduação tem se dedicado à pesquisa e produções acadêmicas de cunho sócio-filosófico, artístico e teológico do corpo e da cultura de movimento, em um aprofundamento da dança enquanto linguagem sensível emergente das relações possíveis corpo/religião/espiritualidade. Bailarino profissional reconhecido pelo SATED/RN desde 2004, dançou por várias escolas de dança da cidade de Natal/RN, dentre elas a Escola Municipal de Ballet Prof. Roosevelt Pimenta, onde obteve sua formação em técnica clássica. Em 2005 ingressou no Curso Técnico de Dança Contemporânea da Universidad de Guanajuato/ México, se especializando nessa possibilidade do dançar. Dirige e coreografa a Aviva Cia de Dança, que fundada pelo mesmo, tem desenvolvido não apenas trabalhos artísticos conceituais de qualidade na linguagem da dança contemporânea, mas incentivadores da arte e cultura na cidade de Natal/RN.

Referências

Bíblia de estudos de Genebra. São Paulo e Barueri, Cultura Cristã e Sociedade Bíblica do Basil,1999.

CAMPBELL, Joseph; MOYERS, Bill D; FLOWERS, Betty S. O poder do mito. 20 ed. São Paulo: Palas Athena, 2002.

COLLODI, Carlo. Pinóquio. Tradução de Ana Carolina Oliveira e Renato Avelar Gomes. Belo Horizonte: Dimensão, 2008.

DURAND, Gilbert. As Estruturas antropológicas do imaginário: introdução a arquetipologia geral. São Paulo: Martins Fontes, 1997.

ELIADE, Mircea. Mito e realidade. São Paulo: Editora Perspectiva, 1972.

JUNG, C. G. Símbolos da transformação. Petrópolis: Vozes. 1986.

____. Aion: estudos sobre o simbolismo. Rio de Janeiro: Vozes, 1982.

LEAL, Patrícia Garcia. Amargo perfume: A dança pelos sentidos. Tese de doutorado, Campinas, SP, 2009.

MENDES, Maria Isabel Brandão de Souza. Corpo e cultura de movimento: Cenários epistêmicos e educativos. Curitiba: Editora CRV, 2013.

_____. NOBREGA, Terezinha Petrucia da. Corpo, natureza e cultura: contribuições para a educação. Rev. Bras. Educ. [online]. 2004, n.27, pp. 125-137.

MERLEAU-PONTY, Maurice. Fenomenologia da percepção. Tradução de Carlos Alberto Ribeiro de Moura. São Paulo: Martins Fontes, 1994.

____. A natureza: notas: cursos no Collège de France. São Paulo: Martins Fontes, 2000. Tradução de Álvaro Cabral.

____. O olho e o espírito. Tradução Paulo Neves e Maria Ermantina Galvão Gomes Pereira. São Paulo: Cosac Naify, 2004.

____. O Visível e o Invisível. 3a ed. São Paulo: Editora Perspectiva, 1992

NÓBREGA, Terezinha Petrucia da. Uma fenomenologia do corpo. São Paulo: Editora Livraria da Física, 2010.

____. Para uma teoria da corporeidade: Um diálogo com Merleau-Ponty e o pensamento complexo. Tese de doutorado, Piracicaba, SP, 1999.

NUNES, Benedito. Physis, Natura - Heidegger e Merleau-Ponty. Nat. hum., São Paulo , v. 6, n. 2, dez. 2004 . Disponível em <http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1517 24302004000200004&lng=pt&nrm=iso>. acessos em 06 abr. 2014.

SERBENA, Carlos Augusto. Considerações sobre o inconsciente: mito, símbolo e arquétipo na psicologia analítica. Rev. abordagem gestalt. [online]. 2010, vol.16, n.1, pp. 76-8

Downloads

Publicado

2015-03-31

Como Citar

ROCHA, L. F. F. da. Dançando a Carne: O Mito de Adão em Cena. Arte da Cena (Art on Stage), Goiânia, v. 1, n. 2, p. 101–119, 2015. Disponível em: https://revistas.ufg.br/artce/article/view/29641. Acesso em: 16 jun. 2024.

Edição

Seção

Temas Variados