Pathosformel do rapto: um percurso pelas imagens de assédio feminino na arte ocidental

Autores

Palavras-chave:

Pathosformel do rapto., Aby Warburg, Atlas Mnemosyne, Imagens de assédio feminino

Resumo

A partir das imagens da Prancha 70 do Atlas Mnemosyne de Aby Warburg, realizou-se um inventário de imagens da pathosformel do rapto em diversas épocas e lugares, incluindo algumas fontes visuais e literárias das imagens. Descreve-se as características dos gestos da mulher raptada e do raptor, que se repetem e, portanto, persistem com nuances ao longo da arte ocidental. Ao contrário de certas interpretações que veem passividade na figuração da mulher raptada, afirma-se a eloquência dos gestos de resistência, rejeição e tentativa de fuga apesar da superioridade física masculina ressaltada na retórica dos músculos

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Luana Maribele Wedekin, Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc), Florianópolis, Santa Catarina, Brasil, wedekinluana@gmail.com

Professora na graduação em Design, no Departamento de Design do Centro de Artes da UDESC e no Programa de Pós-Graduação em Artes Visuais (PPGAV-UDESC), Linha de Teoria e História das Artes Visuais. Realizou Pós-doutorado na linha de Teoria e História da Arte no PPGAV/UDESC (2016); doutorado em Psicologia (UFSC, 2015); M.A. em História da Arte pelo The Courtauld Institute of Art (University of London, UK, 2013/2014); mestrado em Antropologia Social (UFSC, 2000); Especialização em Estudos Culturais (UFSC, 1997); graduação em Educação Artística Habilitação em Artes Plásticas (UDESC, 1993). Membro do Comitê Brasileiro de História da Arte (CBHA), membro da Anpap (Associação Nacional de Pesquisadores de Artes Plásticas) e membro da ABCA (Associação Brasileira de Críticos de Arte). Editora da revista Palíndromo (PPGAV - UDESC). 

Giovanna Costa Araujo, Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc), Florianópolis, Santa Catarina, Brasil, giih.costa@hotmail.com

Graduanda em Design Industrial pela Universidade do Estado de Santa Catarina. Iniciou suas pesquisas em história da arte na Iniciação Científica, concluindo a pesquisa em 2021. Defendeu recentemente seu trabalho de conclusão de curso, no qual aproxima a prática de painéis semânticos no Design com as pranchas do Atlas Mnemosyne de Aby Warburg. 

Referências

ARTSY. Kalam Patua. [S. l.], [202-]. Disponível em: https://www.artsy.net/artist/kalam-patua. Acesso em: 23 jan. 2022.

BRANDÃO, Junito de Souza. Dicionário mítico etimológico. Petrópolis: Vozes, v. 1, 1991.

BULFINCH, Thomas. O livro de ouro da mitologia. Rio de Janeiro: Ediouro, v. 1, 2001.

DIDI-HUBERMAN, Georges. Que emoção! Que emoção? São Paulo: Editora 34, 2016.

DIDI-HUBERMAN, Georges. Ninfa dolorosa. Valencia: Ediciones Shangrila, 2021.

GOMBRICH, Ernst. Aby Warburg: una biografia intellettuale. Milano: Abscondita, 2018.

SAXL, Fritz. Rembrandt y la Antigüedad clásica. In: La vida de las imágenes. Madrid: Alianza Editorial, 1989. p. 267- 277.

WARBURG, Aby. L’Atlas Mnemosyne. Paris: L’Écarquillé, 2012.

WARBURG, Aby. A presença do antigo. Escritos inéditos. Campinas: Editora da Unicamp, v. 1, 2018.

WITTKOWER, Rudolf. Arte e architettura in Italia (1600-1750). Torino: Einaudi, 2018.

Downloads

Publicado

2024-03-26

Como Citar

WEDEKIN, L. M.; ARAUJO, G. C. Pathosformel do rapto: um percurso pelas imagens de assédio feminino na arte ocidental. Visualidades, Goiânia, v. 21, 2024. Disponível em: https://revistas.ufg.br/VISUAL/article/view/78081. Acesso em: 16 jul. 2024.