A viagem como processo de formação em América de Monteiro Lobato

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5216/v.v20.70998

Palavras-chave:

Narrativas de viagem, América, Monteiro Lobato

Resumo

O presente artigo tem por objetivo analisar a representação da "viagem" na obra América, de Monteiro Lobato. Por meio de reflexões comumente suscitadas nos estudos das narrativas de viagem, discutiremos a forma como os dois personagens desta obra apresentam alguns aspectos  dos Estados Unidos do final da década de 1920. Para além das descrições bastante visuais dos espaços visitados, a narrativa também se constrói por meio de diálogos que manifestam ideias e opiniões sobre o contexto econômico, social e cultural norte-americano; reflexões que se voltam, em seguida, para a sociedade brasileira.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ABREU, Tâmara. Mr. Slang e o Brasil: um xeque-mate nacionalista. In: LAJOLO, Marisa (org.). Monteiro Lobato, livro a livro: obra adulta. São Paulo: Editora Unesp, 2014. p. 217-231.

ÁVILA, Myriam. Diários de escritores. Belo Horizonte: Associação Brasileira de Estética, 2016.

AZEVEDO, Carmem Lúcia de; CAMARGOS, Marcia; SACCHETTA, Vladimir. Monteiro Lobato: Furacão na Botocúndia. São Paulo: Editora Senac, 2001.

BERMAN, Antoine. Bildung et Bildungsroman. Le temps de la réflexion, Paris, v. 4, p. 141-159, Paris, 1984.

BERMAN, Antoine. A tradução e a letra ou o albergue do longínquo. Tradução: Marie-Hélène C. Torres, Mauri Furlan, Andreia Guerini. Florianópolis: PGET/UFSC, 2013.

BERMAN, Marshall. Tudo que é sólido desmancha no ar: a aventura da modernidade. Tradução: Carlos Felipe Moisés, Ana Maria L. Ioriatti. São Paulo: Companhia das Letras, 2007.

CAVALHEIRO, Edgard. Monteiro Lobato: vida e obra. São Paulo: Companhia Editora Nacional, 1955.

FELGUEIRAS, Carmen Lúcia Tavares. Os Arquitetos do Futuro: Os Estados Unidos segundo Eduardo Prado e Monteiro Lobato. Estudos Históricos, Rio de Janeiro, v. 1, n. 27, p. 141-165, 2001.

JUNQUEIRA, Mary Anne. Elementos para uma discussão metodológica dos relatos de viagem como fonte para o historiador. In: JUNQUEIRA, Mary Anne; FRANCO, Stella Maris Scatena (org.). Cadernos de Seminários de Pesquisa. São Paulo: USP-FFLCH: Editora Humanitas, 2011. v. 2, p. 44-61.

LAJOLO, Marisa. Monteiro Lobato: um brasileiro em trânsito. Ilha do Desterro, Florianópolis, n. 57, p. 37-57, jul./dez. 2009.

LAJOLO, Marisa. Monteiro Lobato um brasileiro sob medida. São Paulo: Moderna, 2000.

LAMARÃO, Sérgio Tadeu de Niemeyer. Os Estados Unidos de Lobato e as respostas ao “atraso” brasileiro. Lusotopie: Enjeux contemporains dans les espaces lusophones, Paris, France, v. 9, s. n., p. 51-68, 2002.

LOBATO, Monteiro. América. São Paulo: Globo, 2009.

LOBATO, Monteiro. O presidente negro. São Paulo: Globo, 2008.

MACHADO, Álvaro Manuel; PAGEAUX, Daniel-Henri. Da literatura comparada à teoria da literatura. Lisboa: Edições 70, 1988.

MARTINS, Milena Ribeiro. O Brasil na América: imagens do Brasil e dos Estados Unidos na obra de Monteiro Lobato. Brasil/Brazil: Revista de Literatura Brasileira, Porto Alegre, v. 37, s. n., p. 59-71, 2008.

MARTINS, Milena Ribeiro. Monteiro Lobato e os Estados Unidos: espectador, leitor, tradutor. Revista USP, São Paulo, s. v., n. 112, p. 19-28, 2017. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/revusp/article/view/129725. Acesso em: 22 nov. 2021.

MEIHY, José Carlos Sebe Bom. How Henry Ford is regarded in Brazil: a dimensão industrializante do pensamento lobatiano. In: LAJOLO, Marisa (org.). Monteiro Lobato, livro a livro: obra adulta. São Paulo: Editora Unesp, 2014. p. 203-213.

MINCHILLO, Carlos. Engenharia reversa em O choque das raças. In: LAJOLO, Marisa (org.). Monteiro Lobato, livro a livro: obra adulta. São Paulo: Editora Unesp, 2014. p. 187-200.

SCHEMES, Elisa Freitas. A literatura de viagem como gênero literário e como fonte de pesquisa. In: SIMPÓSIO NACIONAL DE HISTÓRIA, 28., 2015, Florianópolis. Anais do XXVIII Simpósio Nacional de História. Florianópolis: ANPUH, 2015. p. 1-13. Disponível em: http://snh2015.anpuh.org/resources/anais/39/1439245917_ARQUIVO_2.ARTIGOANPUH2015Elisa-Final.pdf. Acesso em 7 nov. 2021.

Downloads

Publicado

2022-12-06

Como Citar

MARTINS, M. R.; HEY, V. A viagem como processo de formação em América de Monteiro Lobato. Visualidades, Goiânia, v. 20, 2022. DOI: 10.5216/v.v20.70998. Disponível em: https://revistas.ufg.br/VISUAL/article/view/70998. Acesso em: 18 maio. 2024.

Edição

Seção

Dossiê Estéticas das viagens