Corporalidade e precariedade: Botero pelas lentes de Butler ou Butler pelas lentes de Botero?

Autores

  • Hiata Anderson Nascimento Instituto Federal do Espírito Santo (IFES), Vitória, Espírito Santo, Brasil, hiata@terra.com.br https://orcid.org/0000-0002-6751-8395
  • Guaracira Gouvêa de Sousa Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO), Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, Brasil, guaracirag@uol.com.br

DOI:

https://doi.org/10.5216/v.v19.58447

Palavras-chave:

Precariedade, Butler e Botero, Tortura

Resumo

O texto apresenta uma breve discussão acerca da precariedade e sua relação com a corporalidade a partir dos trabalhos de Judith Butler. Em seguida expõe quatro obras de Fernando Botero, integrantes da série Abu Ghraib, que são analisadas em conexão com as discussões desenvolvidas por Butler no livro "Quadros de guerra: quando a vida é passível de luto?" Conclui sinalizando para a necessidade de fortalecimento das relações entre a arte e a filosofia como via de potencialização da crítica e da transformação social e como meio de revitalização de uma perspectiva ética que saliente a necessidade de cuidado e proteção a todas as vidas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Hiata Anderson Nascimento, Instituto Federal do Espírito Santo (IFES), Vitória, Espírito Santo, Brasil, hiata@terra.com.br

Possui graduação em Ciências Sociais pela Universidade Federal do Espírito Santo (1996), especialização em Gênero e Sexualidade pelo Instituto de Medicina Social da Universidade do Estado do Rio de Janeiro/Uerj (2011), mestrado em Sociologia pela Universidade Estadual de Campinas (1999) e doutorado em Educação em Ciências e Saúde, no Programa de Pós-graduação em Educação em Ciências e Saúde - PPGECS - NUTES/UFRJ. É professor no Instituto Federal do Espírito Santo, campus de Barra de São Francisco/ES. Possui interesses nas seguintes áreas temáticas: Teoria Sociológica Clássica (Durkheim, Weber e Marx); Ética; Religiões e Política na contemporaneidade; Gênero, Sexualidade e Educação, Teoria Decolonial e Ensino de Ciências, bem como na interface entre as Ciências Sociais e Saúde.

Guaracira Gouvêa de Sousa, Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO), Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, Brasil, guaracirag@uol.com.br

Possui graduação em Licenciatura em Física pela Universidade de São Paulo (1972), graduação em Bacharelado em Física pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1976), mestrado em Filosofia da Educação pela Fundação Getúlio Vargas - RJ (1985) e doutorado em Educação Gestão e Difusão em Biociências pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2000). pós-doutorado em Educação na Universidade Autônoma de Barcelona (2006). Atualmente é professora titular da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro - UNIRIO, docente permanente do Programa de Pós-Graduação em Educação desta instituição; pesquisadora credenciada-docente colaboradora no Programa de Pós-Graduação em Educação em Ciências e Saúde da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Líder do grupo de pesqusia, Educação, Discurso e Mídia , cadastrado no CNPQq, desde 2006. Tem experiência na área de Educação, com ênfase em Educação em Ciências e Linguagens, atuando principalmente, nos seguintes temas: linguagens/imagens, museu de ciência, e tecnologia; divulgação da ciência e formação de professores. presencial e a distância . Bolsista Produtividade PQII CNPq.

Referências

ARENDT, Hannah. A condição humana. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2010.

BUTLER, Judith. O limbo de Guantânamo. Novos estudos Cebrap, São Paulo, n. 77, p. 223-231, março, 2007.

BUTLER, Judith. Vida precária. Contemporânea – Revista de Sociologia da UFSCar. São Carlos, Departamento e Programa de Pós-Graduação em Sociologia da UFSCar, n. 1, p. 13-33, 2011.

BUTLER, Judith. Quadros de guerra: quando a vida é passível de luto? Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2015.

BUTLER, Judith. Corpos em aliança e política das ruas: notas para uma teoria performativa de assembleia. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2018.

BUTLER, Judith. Caminhos divergentes: judaicidade e crítica do sionismo. S. Paulo: Boitempo, 2017.

CÉSAIRE, Aimé. Discurso sobre o colonialismo. Florianópolis: Editora Letras Contemporâneas, 2010.

DEMETRI, Felipe. Judith Butler: filósofa da vulnerabilidade. Salvador/BA: Editora Devires, 2018.

DOUGLAS, Mary. Pureza e perigo. São Paulo: Editora Perspectiva, 2010.

DUARTE, André. Judith Butler e Hannah Arendt em diálogo: repensar a ética e a política. Disponível em https://www.researchgate.net/publication/318296104_Judith_Butler_e_Hannah_Arendt_em_dialogo_repensar_a_etica_e_a_politica, 2016. Acesso em: 15 dez. 2018.

ELIAS, Norbert. O processo civilizador, v. 1. Rio de Janeiro: Zahar Editor, 1994.

FOUCAULT, Michel. Microfísica do poder. Rio de Janeiro: Edições Graal, 2000.

GOFFMAN, Erving. Manicômios, prisões e conventos. São Paulo: Editora Perspectiva, 2018.

GOLIOT-LETÉ, Anne et al. Dicionário de imagem. Lisboa/Portugal: Edições 70, 2011.

HAUSER, Beatriz. Precariedade e performatividade: introdución ao pensamento de Judith Butler. Sevilla: Estaleiro Editora, 2015.

MBEMBE, Achille. Necropolítica. Rio de Janeiro: N-1 Edições, 2018a.

MBEMBE, Achille. Crítica da razão negra. Rio de Janeiro: N-1 Edições, 2018b.

MEMMI, Albert. Retrato do colonizado precedido de retrato do colonizador. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2007.

QUIJANO, Aníbal. Colonialidade do poder e classificação social. SOUSA SANTOS, Boaventura de; MENESES, Maria Paula (orgs). Epistemologias do Sul. São Paulo: Cortez, 2017.

ROUANET, Sérgio Paulo. Teoria crítica e psicanálise. Rio de janeiro: Tempo Brasileiro Editora, 1998.

Downloads

Publicado

2022-05-23

Como Citar

NASCIMENTO, H. A.; GOUVÊA DE SOUSA, G. Corporalidade e precariedade: Botero pelas lentes de Butler ou Butler pelas lentes de Botero?. Visualidades, Goiânia, v. 19, 2022. DOI: 10.5216/v.v19.58447. Disponível em: https://revistas.ufg.br/VISUAL/article/view/58447. Acesso em: 27 set. 2022.

Edição

Seção

Artigos