“Luta por reconhecimento”: análise crítica dos discursos do Povo Surdo sobre a temática do ENEM 2017

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5216/rs.v7.70195

Palavras-chave:

análise crítica do discurso; luta por reconhecimento; comunidade surda; ENEM 2017.

Resumo

Nesta pesquisa, o objetivo foi, com base na visão crítica das práticas sociais, analisar, por meio das lexias positivas e negativas, os discursos de vitimização e/ou empoderamento da comunidade surda contidos em comentários, no Facebook, sobre o tema da redação do ENEM 2017, a saber “Desafios para a educação de surdos no Brasil”. Para isso, buscamos aporte teórico na Análise Crítica do Discurso, nos Estudos Surdos e na Gramática Sistêmico-Funcional. Utilizamos a metodologia qualitativo-interpretativa, seguindo os passos indicados por Pedrosa (2018) na Abordagem Sociológica e Comunicacional do Discurso. Como resultado, as análises dos discursos nos proporcionaram reflexões sociais sobre as reivindicações do Povo Surdo e sua “Luta por Reconhecimento” de sua cidadania.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ALMEIDA, F. S. D. P. Atitude: afeto, julgamento e apreciação. In: VIAN JR., O.; SOUZA, A. de; ALMEIDA, F. A. S. D. P. (Orgs.). A linguagem da avaliação em língua portuguesa. Estudos sistêmico-funcionais com base no Sistema de Avaliatividade. São Carlos: Pedro & João Editores, 2010. p. 99-112.

BAJOIT, G. El cambio social: análisis sociológico del cambio social y cultural en las sociedades contemporáneas. Siglo XXI de España Editores, 2008.

BATISTA JR., J. R. L.; SATO, D. T. B.; MELO, I. F. de. (Orgs.). Análise de discurso crítica para linguistas e não linguistas. São Paulo: Parábola, 2018.

BRASIL. Lei nº 10.436, de 24 de abril de 2002. Brasília, 2002. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/2002/L10436.htm. Acesso em: 06 jan. 2019.

BRASIL. Decreto nº 5.626, de 22 de dezembro de 2005. Brasília, 2005. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2004-2006/2005/decreto/d5626.htm. Acesso em: 06 jan. 2019.

BRASIL. Lei nº 12.319, de 01 de setembro de 2010. Brasília, 2010. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2007-2010/2010/lei/l12319.htm. Acesso em: 06 jan. 2019.

BRASIL. Decreto nº 9.465, de 02 de janeiro de 2019. Brasília, 2019. Disponível em: http://www.in.gov.br/materia/-/asset_publisher/Kujrw0TZC2Mb/content/id/57633286. Acesso em: 18 mai. 2019.

CALDAS-COULTHARD C. R.; SCLIAR-CABRAL, L. Desvendando discursos: conceitos básicos. Florianópolis: Editora da UFSC, 2008.

CARTA. Carta aberta dos doutores surdos ao ministro Mercadante. 2012. Disponível em: http://www2.unirio.br/unirio/cchs/educacao/grupos-de-pesquisa/CARTAABERTADOSDOUTORESSURDOSAOMINISTROMERCADANTE.pdf. Acesso em: 02 abr. 2019.

CARVALHO, P. V. de. Breve história dos surdos no mundo e em Portugal. Lisboa: Editora Surd’Universo, 2007. ISBN: 9789899525412.

CORREIA, C. M. de C.; BARBOSA, M. de G. S.; OLIVEIRA, A. A. de. Língua portuguesa como segunda língua para surdos: procedimentos da coerência na reescrita do texto. Caderno Seminal Digital, n. 31, v. 31, jul./dez., 2018. DOI: http://dx.doi.org/10.12957/cadsem.2018.34151.

FAIRCLOUGH, N. El análisis del discurso como método para la investigación en ciencias sociales. In: WODAK, R.; MEYER, M. (Orgs.). Métodos de análisis crítico del discurso. Barcelona, Espanha: Gedisa, 2003. p. 179-204.

FAIRCLOUGH, N. Discurso e mudança social. Tradução de Izabel Magalhães. Brasília: Editora Universidade de Brasília, [2001] 2008.

FUZER, C.; CABRAL, S. R. S. Introdução à gramática sistêmico-funcional em língua portuguesa. Campinas, SP: Mercado de Letras, 2014.

GALLAUDET, E. M. American and european systems of deaf-mute instruction compared. Washington, D. C.: New Englander, 1868.

GESSER, A. LIBRAS? Que língua é essa?: crenças e preconceitos em torno da língua de sinais e da realidade surda. São Paulo: Parábola Editorial, 2009.

GESSER, A. O ouvinte e a surdez: sobre ensinar e aprender a libras. São Paulo: Parábola Editorial, 2012.

GONÇALVES-SEGUNDO, P. R. Discurso e prática social. In: BATISTA JR., J. R. L.; SATO, D. T. B.; MELO, I. F. de. (Orgs.). Análise de discurso crítica para linguistas e não linguistas. São Paulo: Parábola, 2018. p. 78-103.

HONNETH, A. Luta por reconhecimento: a gramática moral dos conflitos sociais. São Paulo: Editora 34, 2009.

IRINEU, L. M. (org.) et al. Análise de Discurso Crítica: conceitos-chave. 1. ed. Campinas, SP: Pontes Editores, 2020.

KINSEY, A. A. Report of the proceedings of the International Congress of the Education of the Deaf held at Milan. London: W. H. Allen & Co, 1880.

MAGALHÃES, C. Reflexões sobre a análise crítica do discurso. Belo Horizonte: Faculdade de Letras, UFMG, 2001.

MAGALHÃES, I.; MARTINS, A. R.; RESENDE, V. de M. Análise de discurso crítica: um método de pesquisa qualitativa. Brasília: Editora UnB, 2017.

MARCONI, M. de A.; LAKATOS, E. M. Técnicas de pesquisa: planejamento e execução de pesquisas, amostras e técnicas de pesquisa, elaboração, análise e interpretação de dados. 7. ed. São Paulo: Atlas, 2008.

MELO, I. F. de. História da análise de discurso crítica. In: BATISTA JR., J. R. L.; SATO, D. T. B.; MELO, I. F. de. (Orgs.). Análise de discurso crítica para linguistas e não linguistas. São Paulo: Parábola, 2018. p. 20-35.

ORTÚZAR, P. El poder del poder: repensar la autoridad en tiempos de crisis. Santiago: Tajamar Editores, 2016.

PARDO, M. L. O método sincrônico-diacrônico para análise de textos e a teoria dos deslocamentos. In: RESENDE, V. de M.; REGIS, J. F. da S. (Orgs.). Outras perspectivas em análise de discurso crítica. Campinas, SP: Pontes Editores, 2017. p. 173-197.

PEDROSA, C. E. F. Análise crítica do discurso: do linguístico ao social no gênero midiático (interface: letras e comunicação social). São Cristóvão: Editora UFS; Aracaju: Fundação Oviêdo Teixeira, 2008.

PEDROSA, C. E. F. Abordagem Sociológica e Comunicacional Do Discurso (ASCD): uma corrente para fazer Análise Crítica do Discurso. PARTE 1: Herança teórica da Sociologia (Aplicada) para a Mudança Social. Natal: UFRN, 2012. Texto fundador. Disponível em: http://ascd.com.br/v1/. Acesso em: 29 jan. 2022.

PEDROSA, C. E. F. Análise Crítica do Discurso no PPGL: pesquisas e contribuições sociais. In: RAMALHO, C. B.; LIMA, G. de O. S. (Orgs.). Estudos Linguísticos e Literários: Edição comemorativa 10 anos do Programa de Pós-Graduação em Letras da UFS. Aracaju: Criação, 2018. p. 153-178.

PERLIN, G.; STROBEL, K. História cultural dos surdos: desafio contemporâneo. Educar em Revista, Edição Especial, n. 2, p. 17-31, 2017. Curitiba: Editora UFPR, 2014.

QUADROS, R. M. Educação de surdos: aquisição da linguagem. Porto Alegre: Artmed, 1997.

RAMALHO, V.; RESENDE, V. de M. Análise de discurso (para a) crítica: o texto como material de pesquisa. Campinas, SP: Pontes Editores, 2011.

RESENDE, V. de M. Análise de discurso crítica e realismo crítico: implicações interdisciplinares. Campinas, SP: Pontes Editores, 2009.

RESENDE, V. de M. Análise de discurso crítica: reflexões teóricas e epistemológicas quase excessivas de uma analista obstinada. In: RESENDE, V. de M.; REGIS, J. F. da S. (Orgs.). Outras perspectivas em análise de discurso crítica. Campinas, SP: Pontes Editores, 2017. p. 11-51.

RESENDE, V. de M. (Org.). Decolonizar os estudos críticos do discurso. Campinas, SP: Pontes Editores, 2019.

RESENDE, V.; RAMALHO, V. Análise de Discurso Crítica. São Paulo: Editora Contexto, 2006.

RESENDE, V. de M.; REGIS, J. F. da S. (Orgs.). Outras perspectivas em análise de discurso crítica. Campinas, SP: Pontes Editores, 2017.

ROCHELLE, E. L. Le Congrés de Milan pour l’amélioration du sort des sourds- muets. Paris: M. Saint-Jorre, 1880.

SÁ, N. R. L. de. Cultura, poder e educação de surdos. Manaus: Editora da Universidade Federal do Amazonas, 2002.

SOUZA, A. A. de. Gradação: força e foco. In: VIAN JR., O.; SOUZA, A. A. de; ALMEIDA, F. A. S. D. P. (Orgs.). A linguagem da avaliação em língua portuguesa. Estudos sistêmico-funcionais com base no Sistema de Avaliatividade. São Carlos: Pedro & João Editores, 2010. p. 191-203.

SOUZA, M. C. de. A “Luta por reconhecimento” no facebook: a comunicação social nas redes sociais, uma interpretação sociológica. 103f. Dissertação (Mestrado em Sociologia) - Universidade Federal de Sergipe, São Cristóvão, 2016.

SOUZA, V. dos R. M. Tobias Leite: educação dos surdos no século XIX. São Cristóvão: Editora UFS, 2014.

VAN DIJK, T. A. Critics: discourse analysis in Latin America. Discourse & Society, London, v. 8, n. 2, p. 163-164, 1997.

VIAN JR., O. O Sistema de Avaliatividade e a linguagem da avaliação. In: VIAN JR., O.; SOUZA, A. A. de; ALMEIDA, F. A. S. D. P. (Orgs.). A linguagem da avaliação em língua portuguesa. Estudos sistêmico-funcionais com base no Sistema de Avaliatividade. São Carlos: Pedro & João Editores, 2010a. p. 19-29.

VIAN JR., O. Engajamento: monoglossia e heteroglossia. In: VIAN JR., O.; SOUZA, A. A. de; ALMEIDA, F. A. S. D. P. (Orgs.). A linguagem da avaliação em língua portuguesa. Estudos sistêmico-funcionais com base no Sistema de Avaliatividade. São Carlos: Pedro & João Editores, 2010b, p. 33-40.

VIEIRA, J. A.; MACEDO, D. S. Conceitos-chave em análise de discurso crítica. In: BATISTA JR., J. R. L.; SATO, D. T. B.; MELO, I. F. de. (Orgs.). Análise de discurso crítica para linguistas e não linguistas. São Paulo: Parábola, 2018. p. 48-77.

WODAK, R. De que trata el análisis crítico del discurso (ACD). Resumen de su historia, sus conceptos fundamentales y sus desarrollos. In: WODAK, R.; MEYER, M. (Orgs.). Métodos de análisis crítico del discurso. Barcelona, Espanha: Gedisa, 2003. p. 17-34.

WODAK, R.; MEYER, M. Métodos de análisis crítico del discurso. 2. ed. Barcelona, Espanha: Gedisa, 2009.

Downloads

Publicado

2022-02-17

Como Citar

PEDROSA, C. E. F. .; ALVES, J. B. “Luta por reconhecimento”: análise crítica dos discursos do Povo Surdo sobre a temática do ENEM 2017. Revista Sinalizar, Goiânia, v. 7, 2022. DOI: 10.5216/rs.v7.70195. Disponível em: https://revistas.ufg.br/revsinal/article/view/70195. Acesso em: 27 maio. 2024.

Edição

Seção

Artigos