Comparação entre três sistemas de notação da configuração de mão com base em dados da Libras

Autores

  • Elisane Conceição Alecrim Universidade Federal do Paraná (UFPR), Curitiva, Paraná, Brasil
  • André Nogueira Xavier Universidade Federal do Paraná (UFPR), Curitiba, Paraná, Brasil

DOI:

https://doi.org/10.5216/rs.v4.56832

Palavras-chave:

Notação, Configuração de mão, Fonética

Resumo

A configuração de mão é um dos parâmetros articulatórios com base no qual os sinais podem ser analisados. Ela se refere, especificamente, aos diferentes estados das juntas dos dedos, potencialmente distintivos, mas também sujeitos à grande variação intra e intersujeito. Neste trabalho, são comparados três sistemas de notação propostos para esse parâmetro, o de Stokoe, o de Liddell e Johnson e o de Johnson e Liddell, com vistas a demonstrar, com base em dados da libras, que o terceiro deles é mais apropriado para a análise fonética das línguas sinalizadas. Os dados analisados se referem a uma das três produções de 26 dos 60 sinais originalmente coletados por Xavier e Barbosa (2014) de 12 sujeitos surdos (seis homens e seis mulheres) da cidade de São Paulo. O critério de seleção desses sinais foi a presença da configuração de mão em B (dedos abertos e unidos pelas laterais) e da configuração de mão em 5 (dedos abertos e espalmados). Com isso, 185 produções foram selecionadas e analisadas. Os resultados indicam que o sistema de Stokoe tem caráter mais fonológico, o de Johnson e Liddell, um caráter mais fonético e o de Liddell e Johnson, um caráter intermediário entre os dois primeiros.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2019-10-15

Como Citar

ALECRIM, E. C.; XAVIER, A. N. Comparação entre três sistemas de notação da configuração de mão com base em dados da Libras. Revista Sinalizar, Goiânia, v. 4, 2019. DOI: 10.5216/rs.v4.56832. Disponível em: https://revistas.ufg.br/revsinal/article/view/56832. Acesso em: 14 jun. 2024.

Edição

Seção

Artigos