Kant, Kuhn e a racionalidade da ciência

Autores

  • Michael Friedman Stanford University
  • Tradutor: Rogério Passos Severo UFSM

Palavras-chave:

Kant, Kuhn, racionalidade da ciência, constitutivo a priori

Resumo

Este artigo considera a evolução do problema da racionalidade científica desde Kant, passando por Carnap, até Kuhn. Argumento em favor de uma versão relativizada e historicizada da concepção original kantiana dos princípios científicos a priori, e examino o modo pelo qual esses princípios mudam e se desenvolvem através de mudanças revolucionárias de paradigmas. O empreendimento distintivamente filosófico de refletir sobre e contextualizar tais princípios é então visto como desempenhando um papel chave ao tornar possível a comunicação intersubjetiva racional entre paradigmas que de outro modo seriam incomensuráveis.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

03-08-2010

Como Citar

FRIEDMAN, M.; SEVERO, T. R. P. Kant, Kuhn e a racionalidade da ciência. Philósophos - Revista de Filosofia, Goiânia, v. 14, n. 1, p. 175–209, 2010. Disponível em: https://revistas.ufg.br/philosophos/article/view/8802. Acesso em: 30 maio. 2024.

Edição

Seção

Traduções