ESCLARECER A NATUREZA DO MUNDO

Autores

  • Waldomiro Silva Filho UFBA

DOI:

https://doi.org/10.5216/phi.v13i1.8405

Palavras-chave:

Diálogo, Filosofia Analítica, Naturalismo, Quine

Resumo

Willard Van Ornam Quine (1902-2000), teve um papel decisivo na definição da agenda dos temas, instrumentos e procedimentos da filosofia contemporânea, propiciando um encontro original entre o pensamento norte-americano e europeu e na delimitação das características mais marcantes da filosofia analítica. Suas teses mais conhecidas – refutação da distinção analítico-sintético; a indeterminação da tradução; relatividade ontológica; behaviorismo; holismo; naturalização da epistemologica – envolvem os campos da ontologia, epistemologia, filosofia da linguagem e filosofia da mente e serviram para esboroar as fronteiras que historicamente se impunham entre filosofia e ciência natural e, nesse passo, desbravaram novos territórios para o inquérito filosófico.

A publicação de Quine in Dialogue vem testemunhar não apenas a presença inabalável do interesse pelas ideias de Quine, mas, principalmente, a força de um estilo de prática intelectual que tem marcado profundamente a comunidade filosófica de língua inglesa; uma prática que tem como traço o diálogo amplo, aberto e indeterminado em torno de temas, problemas e conceitos e não o culto a personagens, obras e teorias do passado.

A presente resenha pretende destacar que essa obra apresenta Quine como um filósofo que não somente manteve um rico diálogo com outros filósofos, muitos deles seus colegas e ex-alnos – influenciando e sendo influenciado por eles –, mas também como um intelectual que acreditava que a prática do diálogo é fundamental para o avanço do pensamento.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Waldomiro Silva Filho, UFBA

Pesquisador do CNPq (Produtividade em Pesquisa), atualmente é "visiting scholar" no Departamento de Filosofia da Harvard University (Cambridge, Mass., Estados Unidos). Graduado em Filosofia pela Universidade Estadual de Santa Cruz (1989), com Pós-doutorado em Filosofia pela Purdue University, Estados Unidos (2003). Atualmente é Professor Associado da Universidade Federal da Bahia. Sua atividade de pesquisa e ensino se concentra na área de Filosofia, com ênfase em Epistemologia, Ceticismo, Filosofia da Mente e Pragmatismo. ?Publicou e organizou, entre outros, os seguintes livros: Mente, Linguagem e Mundo (2009), Razones e Interpretaciones (com Carlos Caorsi, Ediciones Del Signo, Argentina, 2008), Ensaios sobre Ceticismo (com Plínio Smith, Alameda, 2006), Significado, Verdade, Interpretação: Davidson e a Filosofia (com Plínio Smith, Loyola, 2005), O Ceticismo e a Possibilidade da Filosofia (Unijuí, 2005), Razão Mínima (com Luiz Paulo Rouanet, Unimarco, 2004), Da Interpretação: Ensaios sobre Davidson (2004), Epistemologia e Ensino de Ciências (Arcadia, 2002), Ensaios sobre a Verdade (com textos de Donald Davidson, Unimarco, 2002)

Downloads

Publicado

14-12-2009

Como Citar

FILHO, W. S. ESCLARECER A NATUREZA DO MUNDO. Philósophos - Revista de Filosofia, Goiânia, v. 13, n. 1, p. 175–184, 2009. DOI: 10.5216/phi.v13i1.8405. Disponível em: https://revistas.ufg.br/philosophos/article/view/8405. Acesso em: 26 maio. 2024.

Edição

Seção

Resenhas