Kuhn entre a Teoria Social da Investigação Científica e o Construcionismo Social

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5216/phi.v29i1.78465

Palavras-chave:

Thomas S. Kuhn, Luiz Henrique Dutra, Ian Hacking, Teoria Social da Investigação Científica, Construcionismo Social.

Resumo

Neste artigo, compreendemos como a perspectiva de Thomas S. Kuhn influencia a Filosofia das Ciências em aspectos de comunidade científica. Para isso, partimos do seguinte problema: se o pensamento de Kuhn é caracterizado por uma Teoria Social da Investigação Científica, então essa teoria endossa alguma forma de Tese Construcionista Social? Nossa hipótese é que se a Teoria Social da Investigação Científica é referente à atividade social dos cientistas em comunidade, então isso não é suficiente para endossar alguma forma de Tese Construcionista Social. Dito isso, nosso objetivo é compreender essas duas interpretações do pensamento de Kuhn para a diferenciação da Teoria Social da Investigação Científica em relação à perspectiva epistemológica Construcionista Social. Justificamos esse trabalho a partir do legado de Kuhn para a proliferação de concepções teóricas e epistemológicas nas ciências. Nesse sentido, analisamos duas concepções: 1. a Teoria Social da Investigação Científica a partir das interpretações de Luiz Henrique Dutra; e 2. o Construcionismo Social a partir das críticas de Ian Hacking.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

30-06-2024

Como Citar

RIOS, M. C. Kuhn entre a Teoria Social da Investigação Científica e o Construcionismo Social. Philósophos - Revista de Filosofia, Goiânia, v. 29, n. 1, 2024. DOI: 10.5216/phi.v29i1.78465. Disponível em: https://revistas.ufg.br/philosophos/article/view/78465. Acesso em: 13 jul. 2024.