O PROBLEMA DA LEGITIMIDADE DA AUTORIDADE POLÍTICA, OU SOBRE O QUE DIFERENCIA O ESTADO DA MAFIA

Autores

  • Andréa Luisa Bucchile Faggion Universidade Estadual de Londrina

DOI:

https://doi.org/10.5216/phi.v22i2.49609

Palavras-chave:

autoridade, razão prática, consentimento, coordenação, determinatio

Resumo

O artigo sugere que o Estado se diferencia de uma máfia sofisticada por sua pretensão de possuir autoridade legítima. Procedemos à análise do significado de tal pretensão, o que nos leva ao paradoxo denunciado pelo “anarquismo filosófico”, segundo o qual autoridade nenhuma poderia ser legítima, já que a obediência a qualquer autoridade implicaria, necessariamente, no abandono da racionalidade prática. Então, apresentamos uma teoria formal da razão prática destinada a resolver o paradoxo anarquista. Por fim, analisamos se, concretamente, poderia haver um argumento em prol da legitimidade da autoridade política que preenchesse as condições formais de legitimidade expostas naquela teoria.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

09-02-2018

Como Citar

FAGGION, A. L. B. O PROBLEMA DA LEGITIMIDADE DA AUTORIDADE POLÍTICA, OU SOBRE O QUE DIFERENCIA O ESTADO DA MAFIA. Philósophos - Revista de Filosofia, Goiânia, v. 22, n. 2, p. 37, 2018. DOI: 10.5216/phi.v22i2.49609. Disponível em: https://revistas.ufg.br/philosophos/article/view/49609. Acesso em: 14 jul. 2024.

Edição

Seção

Artigos Originais