LIBERDADE, MOVIMENTO VITAL E PAIXÕES: OS IMPASSES DO MATERIALISMO HOBBESIANO

Autores

  • José Nicolau Heck Universidade Católica de Goiás

DOI:

https://doi.org/10.5216/phi.v12i1.3482

Palavras-chave:

Autopreservação, filosofia política, jusnaturalismo, contratualismo e Estado, filosofia do direito.

Resumo

Para Hobbes, os homens são livres como seres corpóreos. De acordo com o teórico político inglês, não há atos voluntários contra a razão. Iguais aos irracionais e às coisas inanimadas, os seres humanos têm em si mesmos o princípio do movimento, razão pela qual se movem nessa ou naquela direção, desde que não estejam impedidos de fazê-lo por algum obstáculo. O conceito de conservação, à primeira vista estático e reducionista, adquire a dinâmica do auto-incremento civilizatório, englobando para além da preservação física toda a gama de ingredientes relativos ao bem-estar humano.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

José Nicolau Heck, Universidade Católica de Goiás

JOSÉ NICOLAU HECK obteve o doutorado em Filosofia na Ludwig Maximilians- Universität München, em 1977, com uma tese sobre Platão e Freud; posteriormente, formou-se em direito na mesma instituição, tendo advogado durante cinco anos em Munique nas áreas do direito comercial e trabalhista. Atualmente é professor Titular da Universidade Federal de Goiás (UFG), professor Visitante da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS) e professor Titular da Universidade Católica de Goiás (UCG) onde exerce atualmente as funções de Pró-Reitor de Pós-Graduação e Pesquisa, em segundo mandato. Na UFGO e UCGO leciona nas áreas da filosofia e do direito. Pesquisador do CNPq, membro da Sociedade Kant Brasileira, Secção de Campinas e líder do Grupo de Pesquisa Ética, Filosofia Política e Filosofia do Direito /UFG, integra os Programas de Pós-Graduação em Filosofia/PUCRS, Ciências Ambientais/UFG, Filosofia/UFG e Ciências Ambientais e Saúde/UCG; publica em periódicos nacionais Qualis A , coletâneas estrangeiras (inglês e alemão) e tem dez livros publicados (próprios e em parceria).

Downloads

Publicado

31-12-2008

Como Citar

HECK, J. N. LIBERDADE, MOVIMENTO VITAL E PAIXÕES: OS IMPASSES DO MATERIALISMO HOBBESIANO. Philósophos - Revista de Filosofia, Goiânia, v. 12, n. 1, 2008. DOI: 10.5216/phi.v12i1.3482. Disponível em: https://revistas.ufg.br/philosophos/article/view/3482. Acesso em: 1 mar. 2024.