A QUESTÃO DO SENTIDO: HUSSERL

Autores

  • Miroslav Milovic UnB

DOI:

https://doi.org/10.5216/phi.v9i1.3220

Resumo

Radicalizando o projeto cartesiano, Husserl não está saindo da metafísica moderna da subjetividade. O último passo da fenomenologia não é a prova da intersubjetividade, mas a articulação das perspectivas de um novo humanismo. Por causa disso, a questão sobre o humanismo ainda é atual.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Miroslav Milovic, UnB

Possui doutorado de Estado em Filosofia - Universite de Paris IV (Paris-Sorbonne) (1990) e doutorado em Filosofia - Universitat Frankfurt (Johann-Wolfgang-Goethe) (1987). Atualmente é professor titular da Universidade de Brasília. Tem experiência na área de Filosofia, atuando principalmente nos seguintes temas: filosofia contemporânea, ética, filosofia moderna, filosofia politica.

Downloads

Publicado

23-01-2008

Como Citar

Milovic, M. (2008). A QUESTÃO DO SENTIDO: HUSSERL. Philósophos - Revista De Filosofia, 9(1). https://doi.org/10.5216/phi.v9i1.3220

Edição

Seção

Artigos Originais