LUZ E SOMBRA: O PÚBLICO E O PRIVADO EM JEAN-JACQUES ROUSSEAU E HANNAH ARENDT

Autores

  • Karlfriedrich Herb Universität Regensburg/Alemanha

DOI:

https://doi.org/10.5216/phi.v7i1.3154

Resumo

Tanto Jean Jacques Rousseau como Hannah Arendt desenvolvem seus ideais de república no conceito de luz e sombra. O artigo focaliza o dado obscuro da república: a esfera privada do cidadão. De acordo com a lógica interna das duas teorias, a arqueologia da vida privada começa com um conceito do político. Ambos os autores são céticos com relação à concepção moderna da vida privada como uma prioridade. Eles tendem a concordar mais com a teoria política clássica. Hannah Arendt restaura a separação aristotélica entre Polis e Oikos, as esferas privada e pública. Rousseau, porém, quer uma unidade politica ao estilo platônico. A república exige a completa transparência tanto da vida pública quanto da privada.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Karlfriedrich Herb, Universität Regensburg/Alemanha

Filosofia Política

Downloads

Publicado

17-01-2008

Como Citar

HERB, K. LUZ E SOMBRA: O PÚBLICO E O PRIVADO EM JEAN-JACQUES ROUSSEAU E HANNAH ARENDT. Philósophos - Revista de Filosofia, Goiânia, v. 7, n. 1, 2008. DOI: 10.5216/phi.v7i1.3154. Disponível em: https://revistas.ufg.br/philosophos/article/view/3154. Acesso em: 18 jul. 2024.

Edição

Seção

Artigos Originais