DO ESTADO AUTORITÁRIO AO ESTADO BENFEITOR: CONSIDERAÇÕES EM TORNO AO ESTADO DE BEM-ESTAR SOCIAL CONTEMPORÂNEO

Autores

  • Leno Francisco Danner Pucrs e Unir

DOI:

https://doi.org/10.5216/phi.v19i1.27667

Palavras-chave:

Estado de Bem-Estar Social, Neoliberalismo, Esquerda, Evolução Política da Sociedade.

Resumo

Defende-se, neste artigo, que se está assistindo a uma reconsideração positiva do papel do Estado em relação à vida social e à organização econômica, no sentido de que a política democrática e as funções redistributivas, compensatórias e interventoras enfeixadas no Estado estão sendo afirmadas, por diferentes grupos da sociedade, por partidos políticos e mesmo por intelectuais, como as forças diretivas da evolução social e da organização sócio-econômica. Com isso, esse papel positivo do Estado, depois de um longo tempo de ataque e de desestruturação a ele levados a efeito pelas posições neoliberais, orienta-se para o fato de que a pacificação das mazelas sociais geradas em termos de economia capitalista, juntamente com o direcionamento político da vida coletiva tendo por base o reforço da participação democrática cidadã (com vistas a evitar-se o caráter autoritário e a autonomia do Estado e dos partidos políticos frente à sociedade civil), passam a dar a tônica do desenvolvimento de nossas sociedades – fato que a crise econômica mundial atual torna ainda mais premente. O Estado, nesse sentido, é novamente o cerne da própria constituição democrática da sociedade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Leno Francisco Danner, Pucrs e Unir

Doutor em Filosofia pela PUC-RS; Professor de Filosofia e de Sociologia na Fundação Universidade Federal de Rondônia

Downloads

Publicado

08-09-2014

Como Citar

DANNER, L. F. DO ESTADO AUTORITÁRIO AO ESTADO BENFEITOR: CONSIDERAÇÕES EM TORNO AO ESTADO DE BEM-ESTAR SOCIAL CONTEMPORÂNEO. Philósophos - Revista de Filosofia, Goiânia, v. 19, n. 1, p. 97–130, 2014. DOI: 10.5216/phi.v19i1.27667. Disponível em: https://revistas.ufg.br/philosophos/article/view/27667. Acesso em: 22 maio. 2024.

Edição

Seção

Artigos Originais