HOLISMO E VEROFUNCIONALIDADE: SOBRE UM CONFLITO LÓGICO-FILOSÓFICO ESSENCIAL

Autores

  • Marcos Silva Universidade Federal do Ceará

DOI:

https://doi.org/10.5216/phi.v18i2.27046

Palavras-chave:

Tractatus, Wittgenstein Intermediário, Lógica, Cores, Verofuncionalidade, Holismo

Resumo

Desenvolvemos aqui a tese de que a imagem de lógica do Tractatus é a grande responsável pelo seu colapso. Fazemos, então, um mapeamento das menções a cores na primeira obra de Wittgenstein para mostrar que a lógica ali comporta um conflito incontornável entre a verofuncionalidade (explicitamente assumida e pregada) e um holismo (escamoteado). Este antagonismo já estava montado na própria formulação da ontologia tractariana. O próprio Wittgenstein admite que não havia notado isto na época da elaboração do Tractatus e que se tivesse notado teria antecipado o Problema da Exclusão das Cores. Discutimos também as inesperadas interferências do espaço e do tempo no ambiente onde são pensados suas noções originais de lógica e o tipo especial de exclusão de cores, a ser encontrado em diversos sistemas. Isto evidencia inter alia que a imagem de sistema de coordenadas estava modulando tanto a noção de espaço lógico no Tractatus quanto seu desenvolvimento natural em inúmeros sistemas de proposições [Satzsysteme] em sua volta à filosofia.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marcos Silva, Universidade Federal do Ceará

Bolsista da FUNCAP/CAPES de Pós-doutoramento

Downloads

Publicado

17-02-2014

Como Citar

SILVA, M. HOLISMO E VEROFUNCIONALIDADE: SOBRE UM CONFLITO LÓGICO-FILOSÓFICO ESSENCIAL. Philósophos - Revista de Filosofia, Goiânia, v. 18, n. 2, p. 167–200, 2014. DOI: 10.5216/phi.v18i2.27046. Disponível em: https://revistas.ufg.br/philosophos/article/view/27046. Acesso em: 23 maio. 2024.