SOBRE A IDENTIDADE NO <em>TRACTATUS LOGICO-PHILOSOPHICUS</em>

Autores

  • Rogério Saucedo Corrêa Universidade Federal de Santa Maria

DOI:

https://doi.org/10.5216/phi.v17i2.17676

Palavras-chave:

Identidade, operação, significado, proposição elementar

Resumo

No Tractatus Logico-Philosophicus, o sinal de identidade é excluído de qualquer uso significativo na linguagem porque expressões como “a = a” e “a = b” não podem ser proposições elementares e proposições necessárias ao mesmo tempo. Por isso, a identidade é usada como uma operação. Esse uso não tem pretensões significativas, mas apenas indica o caráter intersubstituível dos sinais envolvidos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rogério Saucedo Corrêa, Universidade Federal de Santa Maria

Departamento de Filosofia

Downloads

Publicado

27-02-2013

Como Citar

CORRÊA, R. S. SOBRE A IDENTIDADE NO <em>TRACTATUS LOGICO-PHILOSOPHICUS</em>. Philósophos - Revista de Filosofia, Goiânia, v. 17, n. 2, p. 205–232, 2013. DOI: 10.5216/phi.v17i2.17676. Disponível em: https://revistas.ufg.br/philosophos/article/view/17676. Acesso em: 2 mar. 2024.

Edição

Seção

Artigos Originais