CUSTO DE PRODUÇÃO E INDICADORES DE RENTABILIDADE DA CULTURA DO MILHO SAFRINHA

Autores

  • Fernanda de Paiva Badiz Furlaneto APTA Centro Oeste Paulista - Marília/SP
  • Maura Seiko Tsutsui Esperancini UNESP - Campus de Botucatu

Palavras-chave:

Zea mays, segunda safra, retorno econômico, nível tecnológico, lucratividade

Resumo

Objetivou-se estimar o custo de produção e a rentabilidade do milho safrinha, em dois níveis tecnológicos (alta e média tecnologias), safra 2008/2009, e comparar os resultados com os do ano agrícola 2006/2007, na região do Médio Paranapanema, Estado de São Paulo. Foram utilizadas estruturas do custo operacional efetivo e total e cinco indicadores de rentabilidade. Concluiu-se que o custo de produção do milho cultivado com alta tecnologia (plantio direto, semeadura no período recomendado, uso de semente de híbrido simples, aplicação de adubação em cobertura e tratamento de semente com inseticidas diferenciados) foi superior ao do plantio com média tecnologia (plantio direto, semeadura após a época recomendada, uso de semente de híbrido duplo e sem adubação de cobertura). Porém, o custo médio da produção com alta tecnologia (R$ 18,4) foi menor, em função da maior produtividade por área (4 t). Os indicadores de rentabilidade mostraram-se favoráveis ao cultivo com alta tecnologia (margem bruta e índice de lucratividade de 14% e 12%, respectivamente). No cultivo com média tecnologia, os índices de lucratividade apontaram que o sistema produtivo precisa ser reavaliado por técnicos e instituições de pesquisa, para fins de recomendação técnica adequada. Verificou-se que, em relação à safra 2006/2007, houve aumento no custo operacional total, nas duas tecnologias, devido, principalmente, ao aumento do preço dos insumos.

PALAVRAS-CHAVE: Zea mays; segunda safra; retorno econômico; nível tecnológico; lucratividade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Fernanda de Paiva Badiz Furlaneto, APTA Centro Oeste Paulista - Marília/SP

Pesquisadora Científica, Secretaria da Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, Doutoranda, UNESP, Campus de Botucatu/SP. Área de atuação: análise da viabilidade de projetos agropecuários e comercialização agrícola

Maura Seiko Tsutsui Esperancini, UNESP - Campus de Botucatu

Possui graduação em Engenharia Agronômica (1986) pela Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz da Universidade de São Paulo (ESALQ/USP), mestrado em Economia Agrária (1991) pela Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz da Universidade de São Paulo (ESALQ/USP), doutorado em Economia, Área de Concentração Teoria Econômica (1999) pela Faculdade de Economia e Administração da Universidade de São Paulo (FEA/USP), e livre docência (2006) pela Faculdade de Ciências Agronômicas da Universidade Estadual Paulista (FCA/UNESP). Atualmente é Professor Adjunto da Faculdade de Ciências Agronômicas da Universidade Estadual Paulista. Tem experiência na área de Economia, com ênfase em Economia Agrária, atuando principalmente nos seguintes temas: desenvolvimento rural, e análise econômica de sistemas produtivos agrícolas.

Downloads

Publicado

17-09-2010

Como Citar

FURLANETO, F. de P. B.; ESPERANCINI, M. S. T. CUSTO DE PRODUÇÃO E INDICADORES DE RENTABILIDADE DA CULTURA DO MILHO SAFRINHA. Pesquisa Agropecuária Tropical, Goiânia, v. 40, n. 3, p. 297–303, 2010. Disponível em: https://revistas.ufg.br/pat/article/view/8609. Acesso em: 28 fev. 2024.

Edição

Seção

Desenvolvimento Rural e Agronegócio