Momento de adubação nitrogenada afeta as reservas radiculares de gramíneas tropicais

Autores

  • Lucas Gimenes Mota
  • Rodrigo Schaurich Mativi Righi
  • Camila Fernandes Domingues Duarte
  • Carla Heloisa Avelino Cabral
  • Carlos Eduardo Avelino Cabral

Resumo

A rebrota do capim pode reduzir a massa radicular, o que atrasa o restabelecimento e os períodos de pastejo, por reduzir a absorção de nutrientes do solo pelas plantas. Objetivou-se identificar o intervalo adequado de colheita e adubação nitrogenada para Urochloa brizantha cv. BRS Piatã e Megathyrsus maximus cv. BRS Quênia, e se a flexibilidade do momento de adubação está relacionada ao acúmulo de carboidratos solúveis em água (CS) e nitrogênio nas raízes. O experimento foi conduzido em casa-de-vegetação, em delineamento inteiramente casualizado, com cinco tratamentos [adubação nitrogenada após a colheita: 0, 2, 4, 6 e 8 dias] e dez repetições. O tempo da adubação reduziu linearmente a massa de forragem e de raízes do capim BRS Piatã, mas não afetou o BRS Quênia. Observou-se resposta quadrática sobre a concentração de CS e amido na raiz do capim BRS Piatã, diminuindo da colheita até o dia 2 e aumentando até o dia 8. Porém, com o atraso na adubação, o nitrogênio na raiz reduziu linearmente. A época de adubação nitrogenada afeta de forma quadrática a concentração de CS em raízes de capim BRS Quênia. A adubação nitrogenada do capim BRS Piatã logo após a colheita melhora a massa de forragem e de raízes, CS e reservas de nitrogênio, enquanto há maior flexibilidade quanto ao momento de realizar a adubação nitrogenada para o BRS Quênia. O intervalo entre a colheita e a adubação nitrogenada é mais dependente da massa radicular, que afeta o acúmulo de nitrogênio nas raízes.

PALAVRAS-CHAVE: Megathyrsus maximus, Urochloa brizantha, amido na raiz, nitrogênio na raiz.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

23-06-2023

Como Citar

MOTA, L. G.; RIGHI, R. S. M.; DUARTE, C. F. D.; CABRAL, C. H. A.; CABRAL, C. E. A. Momento de adubação nitrogenada afeta as reservas radiculares de gramíneas tropicais. Pesquisa Agropecuária Tropical, Goiânia, v. 53, p. e75444, 2023. Disponível em: https://revistas.ufg.br/pat/article/view/75444. Acesso em: 25 maio. 2024.

Edição

Seção

Artigo Científico