Seleção de estirpes de Bacillus thuringiensis tóxicas a Meloidogyne incognita

Autores

  • Jônatas Barros dos Santos
  • Alberto do Nascimento Silva
  • Paulo Roberto Martins Queiroz
  • Barbara Eckstein
  • Rose Gomes Monnerat

Resumo

A bactéria Bacillus thuringiensis tem demonstrado potencial no controle de diversas pragas agrícolas, dentre elas os nematoides. Objetivou-se padronizar e estabelecer uma metodologia de bioensaios de B. thuringiensis e Meloidogyne incognita com o uso de resorcinol, selecionar estirpes de B. thuringiensis tóxicas a M. incognita in vitro e identificar molecularmente a presença do gene cry6 em estirpes de B. thuringiensis. Juvenis de segundo estágio foram submetidos a doses de resorcinol, verificando-se que a concentração de 0,2 % não causou mortalidade e proporcionou a ingestão da toxina Cry6A. Após isso, 16 estirpes de B. thuringiensis foram testadas na presença ou não de resorcinol, resultando em mortalidades de 4-36 %. Dentre as estirpes de B. thuringiensis analisadas quanto à presença do gene cry6, detectou-se apenas uma (S1617).

PALAVRAS-CHAVE: Indutor de ingestão, cry6 gene, nematoide.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

27-10-2022

Como Citar

SANTOS, J. B. dos; SILVA, A. do N.; QUEIROZ , P. R. M.; ECKSTEIN, B.; MONNERAT, R. G. Seleção de estirpes de Bacillus thuringiensis tóxicas a Meloidogyne incognita. Pesquisa Agropecuária Tropical, Goiânia, v. 52, p. e73070, 2022. Disponível em: https://revistas.ufg.br/pat/article/view/73070. Acesso em: 7 fev. 2023.

Edição

Seção

Artigo Científico