Inoculação foliar de Azospirillum brasilense e Trichoderma harzianum em rúcula hidropônica melhoram os componentes produtivos e nutrição das plantas e reduzem o nitrato foliar

Autores

  • Carlos Eduardo da Silva Oliveira
  • Arshad Jalal
  • Julia Revolti Oliveira
  • Karen Vicentini Tamburi
  • Marcelo Carvalho Minhoto Teixeira Filho

Resumo

O uso de fungos e bactérias benéficos ao crescimento das plantas pode reduzir a concentração de nitrato nas folhas e melhorar a qualidade dos alimentos produzidos. Objetivou-se avaliar o efeito isolado e combinado da inoculação com Azospirillum brasilense e Trichoderma hazianum, em duas condutividades elétricas, na nutrição e produção do cultivo hidropônico de rúcula. O experimento foi delineado em blocos casualizados, em esquema fatorial 4 x 2, com cinco repetições. Os tratamentos consistiram de inoculações (não inoculado, A. brasilense, T. harzianum e coinoculação) e duas condutividades elétricas (1,4 e 1,6 dS m-1). A inoculação isolada de T. harzianum e A. brasilense produziu maior massa fresca de raiz, enquanto o índice de clorofila foliar foi maior com a inoculação de A. brasilense, em relação aos demais tratamentos. A inoculação de A. brasilense reduziu a concentração de nitrato nas folhas de rúcula. As inoculações e coinoculação de A. brasilense e T. harzianum melhoraram os componentes produtivos e a nutrição das plantas, reduziram a concentração de nitrato foliar e promoveram a biofortificação das folhas de rúcula com Zn e Fe. Além disso, a inoculação com T. harzianum promoveu concentração foliar de P e S.

PALAVRAS-CHAVE: Eruca sativa, microrganismos promotores de crescimento, técnica de filme de nutrientes.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

29-07-2022

Como Citar

OLIVEIRA, C. E. da S. .; JALAL, A. .; OLIVEIRA, J. R. .; TAMBURI, K. V. .; TEIXEIRA FILHO, M. C. M. . Inoculação foliar de Azospirillum brasilense e Trichoderma harzianum em rúcula hidropônica melhoram os componentes produtivos e nutrição das plantas e reduzem o nitrato foliar. Pesquisa Agropecuária Tropical, Goiânia, v. 52, p. e72755, 2022. Disponível em: https://revistas.ufg.br/pat/article/view/72755. Acesso em: 1 dez. 2022.

Edição

Seção

Artigo Científico