Alteração das frações da matéria orgânica em solo cultivado com cana-de açúcar na transição Cerrado-Amazônia

Autores

  • Esvanio Édipo da Silva Ferreira
  • Elisamara Caldeira do Nascimento
  • Adeilson Nascimento da Silva
  • Keller Regina Soares
  • Oscarlina Lúcia dos Santos Weber

Resumo

O uso de resíduos agroindustriais, como a vinhaça, pode alterar as características químicas e físicas do solo. Objetivou-se avaliar o carbono orgânico total e o nitrogênio total de um solo e a distribuição de carbono e nitrogênio nas frações granulométricas areia e argila, em três sistemas de manejo (com e sem aplicação de vinhaça e com uso de queimada para a colheita, em comparação à cobertura vegetal de floresta primária/mata nativa), quanto ao modo de colheita e adubação da cana-de-açúcar, na região Centro-Oeste do Brasil. O uso de resíduos orgânicos no sistema de produção da cana-de-açúcar pode proporcionar, mesmo em curto período, conservação e melhoria da qualidade do solo pela adição e manutenção de carbono orgânico. O uso de vinhaça favorece o aumento do carbono orgânico total e do nitrogênio total no solo, na fração argila, em todas profundidades avaliadas. O sistema com queima resulta em teores de carbono total menores na fração areia, em comparação à fração argila, e, mesmo com a colheita da cana após a queima, a matéria orgânica mais recalcitrante está associada à fração argila.

PALAVRAS-CHAVE: Bioenergia, compartimentos de carbono no solo, resíduos agrícolas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

18-08-2022

Como Citar

FERREIRA, E. Édipo da S. .; NASCIMENTO, E. C. do; SILVA, A. N. da; SOARES, K. R.; WEBER , O. L. dos S. Alteração das frações da matéria orgânica em solo cultivado com cana-de açúcar na transição Cerrado-Amazônia. Pesquisa Agropecuária Tropical, Goiânia, v. 52, p. e72513, 2022. Disponível em: https://revistas.ufg.br/pat/article/view/72513. Acesso em: 1 dez. 2022.

Edição

Seção

Artigo Científico