Emissões de gases do efeito estufa do solo em sistema de produção de caprinos no semiárido brasileiro

Autores

  • Diana Signor
  • Thaiany Araújo Ferreira Medeiros
  • Salete Alves de Moraes
  • Luiz Cláudio Corrêa
  • Michely Tomazi
  • Magna Soelma Beserra de Moura
  • Magnus Deon

Resumo

No cenário das mudanças climáticas, o estudo das emissões de gases do efeito estufa (GEE) e de medidas de mitigação na Caatinga são estratégicos e podem fornecer a base para planos de mitigação. Objetivou-se avaliar os fluxos de CO2, CH4 e N2O do solo, bem como determinar uma linha de base anual para as emissões de GEE, em um sistema de produção silvipastoril de referência no semiárido brasileiro, a fim de fornecer subsídios para estudos futuros de mitigação das emissões de GEE. Os fluxos de GEE foram monitorados durante um ano, em pastagem de capim buffel e em área de Caatinga pastejada e nativa, as quais são componentes de um sistema silvipastoril de longa duração. Os fluxos de CO2 variaram de -19,98 a 179,12 mg m-2 h-1 de C-CO2, os de CH4 de -76,21 a 113,87 µg m-2 h-1 de C-CH4, os de N2O de -1.043,12 a 471,37 µg m-2 h-1 de N-N2O e a umidade do solo foi o principal fator limitante para os fluxos de GEE. As emissões totais convertidas para CO2-equivalente nas áreas antropizadas foram menores que na área de vegetação nativa (65 % para o capim buffel e 741 % para a Caatinga pastejada). Portanto, pode-se afirmar que as emissões de GEE nas áreas pastejadas no bioma Caatinga não são tão altas quanto na Caatinga nativa, o que é um importante indicador da sustentabilidade ambiental do sistema silvipastoril avaliado.

PALAVRAS-CHAVE: Cenchrus ciliaris L., dióxido de carbono, óxido nitroso, metano, sistema silvipastoril.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

30-08-2022

Como Citar

SIGNOR, D. .; MEDEIROS, T. A. F.; MORAES, S. A. de; CORRÊA, L. C.; TOMAZI, M.; MOURA, M. S. B. de; DEON, M. Emissões de gases do efeito estufa do solo em sistema de produção de caprinos no semiárido brasileiro. Pesquisa Agropecuária Tropical, Goiânia, v. 52, p. e72371, 2022. Disponível em: https://revistas.ufg.br/pat/article/view/72371. Acesso em: 1 dez. 2022.

Edição

Seção

Suplemento Especial: Mudança Climática na Agricultura