Mitigação do estresse térmico na germinação e desenvolvimento inicial de plântulas de cenoura por meio de reguladores de crescimento vegetal

Autores

  • Keylan Silva Guirra Universidade Federal Rural do Semi-Árido, Centro de Ciências Agrárias, Departamento de Ciências Agronômicas e Florestais, Mossoró, RN, Brasil.
  • Salvador Barros Torres Universidade Federal Rural do Semi-Árido, Centro de Ciências Agrárias, Departamento de Ciências Agronômicas e Florestais, Mossoró, RN, Brasil.
  • Leomara Vieira de França Cardozo Universidade Estadual do Piauí, Parnaíba, PI, Brasil.
  • José Eduardo Santos Barboza da Silva Instituto Federal de Ensino, Ciência e Tecnologia Baiano, Bom Jesus da Lapa, BA, Brasil.
  • Bruno Silva Guirra Universidade Federal da Paraíba, Departamento de Fitotecnia e Ciências Ambientais, Areia, PB, Brasil.

Resumo

A adoção de tecnologias que permitam a atenuação de estresses ambientais, como o uso de reguladores no tratamento de sementes, é uma alternativa para cultivos em regiões com temperaturas elevadas. Objetivou-se avaliar a mitigação do estresse térmico na germinação e desenvolvimento inicial de plântulas de cenoura, por meio de reguladores de crescimento vegetal. O estudo foi dividido em três ensaios, utilizando-se temperaturas de 25, 30 e 35 ºC. Empregou-se esquema fatorial 5 x 3, sendo cinco cultivares de cenoura (Alvorada, Brasília, BRS Esplanada, Tellus e Tropical) e dois produtos (Stimulate® e tiametoxam), além do controle (sementes não tratadas). Avaliaram-se as seguintes variáveis: germinação, primeira contagem de germinação, comprimento e massa seca de plântula. Quando as cultivares tiveram as sementes tratadas com os reguladores de crescimento vegetal a 25 ºC, Tellus apresentou germinação 28 % superior ao controle, enquanto, a 30 ºC, BRS Esplanada e Tellus apresentaram germinação duas vezes maior que o controle e expressaram melhor vigor, em detrimento da Alvorada, Brasília e Tropical. De modo geral, o tiametoxam promoveu incrementos no desenvolvimento inicial de plântulas de cenoura aos 25 e 30 ºC. No entanto, a germinação das cultivares de cenoura foi interrompida a 35 ºC.

PALAVRAS-CHAVE: Daucus carota L., bioestimulante, tiametoxam.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

05-05-2022

Como Citar

GUIRRA, K. S.; TORRES , S. B.; CARDOZO , L. V. de F.; SILVA , J. E. S. B. da; GUIRRA, B. S. . Mitigação do estresse térmico na germinação e desenvolvimento inicial de plântulas de cenoura por meio de reguladores de crescimento vegetal. Pesquisa Agropecuária Tropical, Goiânia, v. 52, p. e71672, 2022. Disponível em: https://revistas.ufg.br/pat/article/view/71672. Acesso em: 4 jul. 2022.

Edição

Seção

Suplemento Especial: Mudança Climática na Agricultura