Identificação de genótipos de algodoeiro resistentes a Meloidogyne incognita raça 3 usando Blup

Autores

Resumo

Há poucas fontes de resistência genética a nematoides-de-galha relatadas em algodoeiro, e não há cultivares no Brasil que combinem simultaneamente resistência e bons atributos agronômicos. Técnicas que possibilitem selecionar eficientemente fontes de resistência genética promissoras são necessárias. Objetivou-se identificar genótipos de algodoeiro resistentes a Meloidogyne incognita raça 3, por meio de REML/Blup. O experimento foi inteiramente casualizado, com 32 genótipos e sete repetições, em ambiente protegido. Foi utilizado o modelo estatístico 83. Foram estimados a massa de raízes, população final, fator de reprodução e índice de reprodução. A população final e o índice de reprodução apresentaram os maiores valores de variância genotípica e coeficientes de variação genética, sinalizando situação favorável à seleção de genótipos de algodão resistentes ao nematoide. A herdabilidade média do genótipo (h2mg) foi superior a 85 % para população final, fator de reprodução e índice de reprodução, abrindo a possibilidade de sucesso de seleção com base nas médias dos genótipos. Os genótipos CS8601, SA2572, Coodetec 404 e BJ 3128 são promissores para cruzamentos visando à seleção de genótipos resistentes ao nematoide.

PALAVRAS-CHAVE: Gossypium spp., resistência genética, nematoide-de-galha.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Edgard Henrique Costa Silva, Universidade Estadual Paulista, Departamento de Ciências da Produção Agrícola, Jaboticabal, SP, Brasil.

Doutorando em Agronomia (Produção Vegetal) pela Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias da UNESP, Câmpus de Jaboticabal. Mestre em Agronomia (Produção Vegetal) pela Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias da UNESP, Câmpus de Jaboticabal (2016). Engenheiro Agrônomo pela Universidade Federal do Tocantins com período sanduíche na grande école Agrocampus Ouest (Angers, França) (2014). Tem experiência em olericultura, melhoramento de olerícolas, enxertia, manejo de nematoides de galhas, cultura do quiabeiro, fitotecnia e extensão rural.

Downloads

Publicado

14-02-2022

Como Citar

SILVA, E. H. C.; CANDIDO, W. dos S.; SANTOS, L. da S. Identificação de genótipos de algodoeiro resistentes a Meloidogyne incognita raça 3 usando Blup. Pesquisa Agropecuária Tropical, Goiânia, v. 52, p. e70515, 2022. Disponível em: https://revistas.ufg.br/pat/article/view/70515. Acesso em: 8 ago. 2022.

Edição

Seção

Artigo Científico