Influência do diâmetro e altura das cepas no crescimento e vigor de brotações de eucalipto

Autores

  • Débora Caroline Defensor Benedito Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia, Vitória da Conquista, BA, Brasil. https://orcid.org/0000-0002-2995-0777
  • Luís Carlos de Freitas Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia, Vitória da Conquista, BA, Brasil.

Resumo

Povoamentos manejados pelo regime de talhadia tendem a apresentar decréscimo de produtividade nas rotações subsequentes, o que exige altas taxas de brotação das cepas para o sucesso da condução do plantio. Objetivou-se avaliar o vigor de brotações de eucalipto, em função do diâmetro e altura das cepas. Foram avaliadas a quantidade de brotações e a altura do maior broto, em função do diâmetro das cepas, configurando os seguintes tratamentos: cepas menores que 12 cm de diâmetro; de 12 a 15 cm; de 15,1 a 18 cm; e maiores que 18 cm. Avaliou-se, ainda, o quantitativo de brotação em função da altura de corte das cepas, configurando os seguintes tratamentos: cepas rentes ao solo e a 5; 10; e 15 cm do solo. O diâmetro das cepas não influenciou na quantidade de brotações, mas mostrou influência quanto à altura do maior broto, com 120 e 150 dias de rebrota. A altura das cepas mostrou grande influência na quantidade de brotos, indicando que cepas mais altas, apesar de reduzir o volume de madeira colhida, proporcionam ganho significativo na regeneração do povoamento. A altura de corte e o diâmetro das cepas influenciam no vigor da brotação de clones de eucalipto conduzidos pelo sistema de talhadia.

PALAVRAS-CHAVE: Eucalyptus urograndis, talhadia, reflorestamento, regeneração de brotos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Débora Caroline Defensor Benedito, Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia, Vitória da Conquista, BA, Brasil.

Autor principal 

Engenheira Florestal pela Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia, com experiência na área de silvicultura e economia florestal. Intercâmbio acadêmico na Universidad de Oviedo - España e trabalho voluntário no Laboratorio de Producción Vegetal. Mestranda em Ciencias Florestais na na área de Silvicultura e linha de pesquisa em Economia Florestal aplicada à produção de mudas.

Downloads

Publicado

27-01-2022

Como Citar

BENEDITO, D. C. D. .; FREITAS, L. C. de. Influência do diâmetro e altura das cepas no crescimento e vigor de brotações de eucalipto. Pesquisa Agropecuária Tropical, Goiânia, v. 52, p. e70048, 2022. Disponível em: https://revistas.ufg.br/pat/article/view/70048. Acesso em: 3 out. 2022.

Edição

Seção

Artigo Científico