Variabilidade fenotípica de genótipos de feijão-caupi destinados à colheita de sementes imaturas

Autores

Resumo

Cor, brilho e textura das sementes são importantes para o consumo de feijão imaturo. Objetivou-se estimar a variabilidade fenotípica entre trinta genótipos de feijão-caupi destinados à colheita de sementes imaturas, para orientar programas de melhoramento. O experimento foi conduzido em delineamento de blocos casualizados, com três repetições. As características avaliadas foram rendimento de sementes imaturas, produção de vagens e sementes secas, número de vagens imaturas, peso de 100 sementes imaturas, comprimento de vagens imaturas, número de sementes por vagem imatura, tempo de cozimento, período de colheita de vagens imaturas, cor da semente, cor da vagem, hábito de crescimento da planta, abertura de vagens imaturas, debulha de sementes de vagens imaturas, valor de cultivo e escurecimento das sementes após a debulha. A Anova e três análises de agrupamento foram adotadas: UPGMA, com o coeficiente de similaridade de Jaccard; método Tocher modificado, com o algoritmo de Gower; e k-means. Todas as análises foram realizadas com base em médias das variáveis ​​de experimentos avaliados em seis ambientes. Variabilidade fenotípica estatisticamente significativa foi observada entre todas as variáveis ​​quantitativas. Discrepâncias ocorreram no agrupamento de acessos e número de agrupamentos. O acesso BRS Acauã, em um grupo, e P508 e PCCR3F6L15, em outros grupos, apresentaram boa qualidade para colheita imatura, foram consistentemente agrupados em diferentes grupos e são indicados para utilização como genitores no desenvolvimento de novas cultivares.

PALAVRAS-CHAVE: Vigna unguiculata, análise de agrupamento, variabilidade genética.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

26-11-2021

Como Citar

AQUINO, D. A. L. de; SANTOS, C. A. F.; SILVA, D. O. M. da. Variabilidade fenotípica de genótipos de feijão-caupi destinados à colheita de sementes imaturas. Pesquisa Agropecuária Tropical, Goiânia, v. 51, p. e69614, 2021. Disponível em: https://revistas.ufg.br/pat/article/view/69614. Acesso em: 20 maio. 2024.

Edição

Seção

Artigo Científico