Variabilidade genética do crescimento inicial de Eugenia dysenterica DC.: implicações para conservação e melhoramento genético

Autores

Resumo

Eugenia dysenterica DC. é uma árvore nativa do Cerrado conhecida como recurso genético por seus frutos e potencial culinário. O conhecimento da variabilidade genética de características agronômicas é importante para subsidiar pesquisas sobre a sua conservação e domesticação. Objetivou-se estimar os parâmetros genéticos quantitativos das características iniciais de crescimento entre e dentro de subpopulações de E. dysenterica, em teste de procedências e progênies, e estabelecer uma coleção de germoplasma representativa da distribuição da espécie. Para isso, 25 subpopulações naturais foram amostradas e, dentro de cada subpopulação, 6 árvores matrizes. As progênies foram semeadas em viveiro, em delineamento de blocos ao acaso constituído de 150 progênies, quatro repetições e cinco plantas por parcela. A análise de variância de caracteres do desenvolvimento inicial revelou maior variabilidade entre progênies dentro da subpopulação do que a observada entre as subpopulações. A biomassa acima do solo representou apenas 15 % da biomassa total, característica recorrente em espécies do Cerrado. A herdabilidade estimada e os coeficientes de variação genética apresentaram potencial de seleção para os caracteres de desenvolvimento inicial, importantes para a produção comercial de mudas. Uma coleção de germoplasma in vivo ex situ foi estabelecida para fins de conservação e melhoramento, utilizando-se uma amostra de quatro plantas de cada progênie.

PALAVRAS-CHAVE: Cagaita, teste de progênies, Cerrado, recursos genéticos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

21-09-2021

Como Citar

BOAVENTURA-NOVAES, C. R. D. .; NOVAES, E.; MOTA, E. E. S.; TELLES, M. P. de C.; CHAVES, L. J. . Variabilidade genética do crescimento inicial de Eugenia dysenterica DC.: implicações para conservação e melhoramento genético. Pesquisa Agropecuária Tropical, Goiânia, v. 51, p. e68756, 2021. Disponível em: https://revistas.ufg.br/pat/article/view/68756. Acesso em: 18 maio. 2024.

Edição

Seção

Suplemento Especial: Cerrado