DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO NA PRODUÇÃO DE SOJA E SEU IMPACTO SOBRE O TRABALHO NA REGIÃO SUL DE GOIÁS

Autores

  • Caroline Sales Arruda Universidade Federal de Goiás
  • Sônia Milagres Teixeira Universidade Federal de Goiás

Palavras-chave:

Análise fatorial, modernização da agricultura, tecnologia

Resumo

A expansão da soja, no Estado de Goiás, provocou mudanças na estrutura produtiva agrícola. Se, por um lado, possibilitou avanço econômico, por outro, a adoção de tecnologias impostas pelo capital resultou em mudanças nas relações sociais de produção e trabalho. O estudo teve como foco principal a análise de custos sociais, especificamente no que se refere ao trabalho a que o desenvolvimento tecnológico na agricultura da mesorregião Sul Goiano se submete. Para tanto, foi utilizada a análise fatorial, que possibilitou identificar os municípios mais e menos intensivos no uso de tecnologias. O estudo revela que os municípios que mais se destacam, com alto índice de utilização de tecnologias, são Rio Verde, Jataí, Catalão, Morrinhos e Piracanjuba, devido a um crescente processo de migração da população do campo para as cidades, diminuição de postos de trabalho na agropecuária e perda na qualidade de vida das famílias de proprietários de terra.

PALAVRAS-CHAVE: Análise fatorial; modernização da agricultura; tecnologia.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Caroline Sales Arruda, Universidade Federal de Goiás

Graduada em Gestão do Agronegócio - UFV; mestranda no Programa de Pós-graduação em Agronegócios - Escola de Agronomia e Engenharia de Alimentos - UFG.

Sônia Milagres Teixeira, Universidade Federal de Goiás

Doutorado em Economia Rural pela Purdue University, Estados Unidos; Pós-Doutorado pela University of Minnesota, Estados Unidos; Professor titular da Universidade Federal de Goiás.

Downloads

Publicado

25-08-2010

Como Citar

ARRUDA, C. S.; TEIXEIRA, S. M. DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO NA PRODUÇÃO DE SOJA E SEU IMPACTO SOBRE O TRABALHO NA REGIÃO SUL DE GOIÁS. Pesquisa Agropecuária Tropical, Goiânia, v. 40, n. 3, p. 257–265, 2010. Disponível em: https://revistas.ufg.br/pat/article/view/6770. Acesso em: 5 mar. 2024.

Edição

Seção

Desenvolvimento Rural e Agronegócio