Efeito do déficit hídrico e épocas de semeadura nos teores de óleo e proteína em soja coinoculada com Azospirillum brasilense

Autores

Resumo

A composição química dos grãos de soja é fortemente influenciada por fatores genéticos, bem como sua interação com o ambiente e práticas de manejo. Entre os fatores ambientais, o déficit hídrico e a temperatura são os que mais contribuem para alterar a composição química dos grãos, especialmente o conteúdo de óleo e proteína. Objetivou-se avaliar os efeitos da coinoculação com Azospirillum brasilense sobre os teores de óleo e proteína da soja. Foram realizados dois experimentos em campo, em épocas de semeadura distintas. O delineamento utilizado foi em blocos casualizados, em esquema de parcelas subsubdivididas, com quatro repetições, composto por duas lâminas de irrigação (25 % e 100 % da ETc), dois métodos de inoculação [Bradyrhizobium japonicum (estirpes Semia 5079 e Semia 5080) e Azospirillum brasilense (estirpes AbV5 e AbV6 + Bradyrhizobium japonicum)] e duas cultivares (ANTA 82 e TMG 132). A coinoculação não afetou o teor de óleo e proteína dos grãos em nenhum dos manejos avaliados. O déficit hídrico no estádio reprodutivo, aliado às épocas de semeadura, alterou os teores de óleo e proteína nas duas cultivares avaliadas, apresentando, respectivamente, maior teor médio de proteína e óleo nos grãos para as cultivares TMG 132 e ANTA 82.

PALAVRAS-CHAVE: Glycine max (L.) Merrill, rizobactéria, estresse abiótico.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

11-03-2021

Como Citar

LIMA NAOE, A. M. de; MUCCI PELUZIO, J. .; MOTTA CAMPOS, L. J.; KOSHY NAOE, L.; REINA, E. Efeito do déficit hídrico e épocas de semeadura nos teores de óleo e proteína em soja coinoculada com Azospirillum brasilense. Pesquisa Agropecuária Tropical, [S. l.], v. 51, p. e66584, 2021. Disponível em: https://revistas.ufg.br/pat/article/view/66584. Acesso em: 19 out. 2021.

Edição

Seção

Artigo Científico