Doses de nitrogênio no desempenho agronômico de milho segunda safra solteiro e consorciado com braquiária ou crotalária

Autores

Resumo

Doses de nitrogênio (N) em cobertura podem alterar o desempenho da cultura do milho segunda safra, e essa resposta pode variar se o milho for cultivado solteiro ou consorciado com espécies de gramíneas ou leguminosas. Objetivou-se avaliar o efeito de doses de N aplicadas em cobertura no crescimento e desempenho produtivo de milho segunda safra solteiro e consorciado com braquiária (Urochloa ruziziensis) ou crotalária (Crotalaria spectabilis). O delineamento experimental foi em blocos casualizados, com parcelas subdivididas e quatro repetições. As parcelas foram constituídas pelo milho solteiro, consorciado com braquiária ou com crotalária, e as subparcelas pelas doses de N (0, 60, 120, 180 e 240 kg ha-1). As variáveis avaliadas foram: índice SPAD em R1; índice de vegetação por diferença normalizada em V4 e V7; área foliar em R1; massa seca de folha e total do milho em R1; massa seca de grão e total do milho em R6; número de espigas por planta e de grãos por espiga; massa de mil grãos; e produtividade de grãos. Na ausência de adubação nitrogenada e com uso de 60 kg ha-1 de N em cobertura, o consórcio com U. ruziziensis reduz o crescimento e o desempenho produtivo de milho segunda safra. A adubação nitrogenada de cobertura no milho segunda safra em consórcio com U. ruziziensis minimiza a competição da forrageira sobre o crescimento do milho e proporciona, a partir de 120 kg ha-1 de N, desempenho produtivo similar ao do cereal solteiro. O consórcio com C. spectabilis não altera o crescimento e o desempenho produtivo do milho, bem como a resposta a doses de N aplicadas em cobertura, em relação ao milho solteiro, na segunda safra.

PALAVRAS-CHAVE: Zea mays L., Urochloa ruziziensis, Crotalaria spectabilis, adubação nitrogenada.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Moryb Jorge Lima da Costa Sapucay, Universidade Estadual de Londrina

Doutor, Pós-Graduação em Agronomia, Universidade Estadual de Londrina, Londrina-PR, Brasil

Antonio Eduardo Coelho, Universidade do Estado de Santa Catarina

Doutorando, Pós-Graduação em Produção Vegetal, Universidade do Estado de Santa Catarina, Lages-SC, Brasil

Felipe Bratti , Universidade Federal do Paraná

Mestrando, Programa de Pós-Graduação em Ciências do Solos, Universidade Federal do Paraná, Curitiba-PR, Brasil

Jorge Luiz Locatelli , Universidade de São Paulo

Mestrando, Programa de Pós-Graduação em Solos e Nutrição de Plantas, Universidade de São Paulo,  Piracicaba-SP, Brasil

Luis Sangoi , Universidade do Estado de Santa Catarina

Professor, Pós-Graduação em Produção Vegetal, Universidade do Estado de Santa Catarina, Lages-SC, Brasil.

Alvadi Antonio Balbinot Junior , Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária

Pesquisador, Embrapa Soja, Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, Londrina-PR, Brasil.

Claudemir Zucareli , Universidade Estadual de Londrina

Professor, Pós-Graduação em Agronomia, Universidade Estadual de Londrina, Londrina-PR, Brasil

Downloads

Publicado

08-12-2020

Como Citar

LIMA DA COSTA SAPUCAY, M. J.; COELHO, A. E. .; BRATTI , F. .; LOCATELLI , J. L. .; SANGOI , L. .; BALBINOT JUNIOR , A. A. .; ZUCARELI , C. Doses de nitrogênio no desempenho agronômico de milho segunda safra solteiro e consorciado com braquiária ou crotalária. Pesquisa Agropecuária Tropical, Goiânia, v. 50, p. e65525, 2020. Disponível em: https://revistas.ufg.br/pat/article/view/65525. Acesso em: 18 maio. 2024.

Edição

Seção

Artigo Científico