Relação entre pigmentos fotossintéticos e produção de milho sob fontes de nitrogênio

Autores

Resumo

O nitrogênio (N) é um elemento dinâmico no solo. Dessa forma, novas alternativas de fertilização nitrogenada são demandadas, como forma de maximizar a sua eficiência. Aliado a isso, os sensores de vegetação surgem como forma de avaliar e manejar as demandas nutricionais das plantas. Objetivou-se avaliar o efeito de fontes de nitrogênio nos pigmentos fotossintéticos e sua correlação com o rendimento de grãos e biomassa seca em milho. O experimento foi conduzido em blocos casualizados com fontes de nitrogênio (mineral, orgânica e biológica). Avaliaram-se os teores de clorofila a, b e total, bem como de carotenoides. Os índices de clorofila avaliados por ambos os métodos se correlacionaram positivamente entre si e com o rendimento de grãos por planta. A adubação nitrogenada 100 % mineral foi superior, quando comparada com os demais tratamentos, com incrementos de até 44 %. Verificou-se relação positiva entre os métodos de determinação e a estimativa dos teores de clorofila. O rendimento de grãos por planta apresentou os maiores valores quando se utilizou a fonte de adubação 100 % mineral, apresentando incrementos acima de 10 %, em relação às demais fontes, com gasto de US$ 89.77 com o fertilizante e ganho acima de US$ 538.60 para o rendimento de grãos. Verificou-se correlação positiva entre os pigmentos fotossintetizantes avaliados por ambos os métodos e o rendimento de grãos por planta. Recomendam-se ambos os métodos para a avaliação das concentrações de clorofila.

PALAVRAS-CHAVE: Azospirillum brasilense, adubação nitrogenada, clorofila, cama de aves.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

21-10-2020

Como Citar

ZIBETTI FORNARI, E.; GAVIRAGHI, L.; BASSO, C. J.; MARQUES PINHEIRO, M. V. .; VIAN, A. L. .; SANTI, A. L. . Relação entre pigmentos fotossintéticos e produção de milho sob fontes de nitrogênio. Pesquisa Agropecuária Tropical, Goiânia, v. 50, p. e63661, 2020. Disponível em: https://revistas.ufg.br/pat/article/view/63661. Acesso em: 26 fev. 2024.

Edição

Seção

Artigo Científico