FITOSSOCIOLOGIA DE PLANTAS DANINHAS DE PASTAGENS CULTIVADAS SOB DOIS NÍVEIS DE DEGRADAÇÃO EM CERRADO, NO MATO GROSSO DO SUL

Autores

  • Adriana Guglieri-Caporal Universidade Federal de Mato Grosso do Sul
  • Francisco José Machado Caporal
  • Arnildo Pott

Palavras-chave:

Agroecossistema, Brachiaria, ecologia vegetal, flora, Urochloa

Resumo

Pastagens cultivadas, de maneira geral, entram em processo de declínio, associado à infestação de plantas daninhas, cujo manejo exitoso começa com o levantamento das espécies infestantes e sua biologia. Este trabalho teve como objetivo o estudo fitossociológico, nas estações chuvosa e seca, em duas pastagens cultivadas de Brachiaria (Urochloa) spp., com gado (AI) e sem gado (AII), em áreas de Cerrado do Mato Grosso do Sul. Foi constatada a ocorrência de 104 espécies de plantas daninhas herbáceas e subarbustivas de Fanerógamas. As famílias de maior destaque, em número de espécies, foram Fabaceae (23 espécies), Poaceae (16) e Asteraceae (15). As hemicriptófitas predominam com 41% das espécies. As espécies com maiores valores de importância e cobertura relativa são B. decumbens e Sida rhombifolia, em AI, e B. brizantha e Desmodium incanum, em AII, além de Paspalum notatum, em ambas as pastagens. Os valores de diversidade de Shannon foram 4,19 e 4,43 nats, para AI e AII, respectivamente, indicando considerável riqueza de espécies. O índice de dissimilaridade florística entre AI e AII, obtido a partir da Distância Euclidiana, é 0,7468, o que indica poucas espécies em comum (44%). Na estação seca, o número de espécies em AI caiu 10% e, em AII, aumentou 4%.

PALAVRAS-CHAVE: Agroecossistema; Brachiaria; ecologia vegetal; flora; Urochloa.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Adriana Guglieri-Caporal, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul

Programa de Pós-Graduação em Biologia Vegetal
Universidade Federal de Mato Grosso do Sul

Downloads

Publicado

20-09-2010

Como Citar

GUGLIERI-CAPORAL, A.; CAPORAL, F. J. M.; POTT, A. FITOSSOCIOLOGIA DE PLANTAS DANINHAS DE PASTAGENS CULTIVADAS SOB DOIS NÍVEIS DE DEGRADAÇÃO EM CERRADO, NO MATO GROSSO DO SUL. Pesquisa Agropecuária Tropical, Goiânia, v. 40, n. 3, p. 312–321, 2010. Disponível em: https://revistas.ufg.br/pat/article/view/6051. Acesso em: 7 out. 2022.

Edição

Seção

Produção Vegetal