Promoção de crescimento de capim Mombaça por bactérias diazotróficas

Autores

  • Konrad Passos Silva IFMG - Campus Bambuí
  • Gian Otávio Alves Silva UNIFENAS
  • Tayla Évellin Oliveira UNIFENAS
  • Adauton Vilela Rezende UNIFENAS
  • Ligiane Aparecida Florentino Universidade José do Rosário Vellano

Resumo

A espécie Panicum maximum cv. Mombaça é uma forrageira adaptada às diversas condições edafoclimáticas encontradas no Brasil; no entanto, necessita de altas doses de fertilizantes nitrogenados para garantir altas produtividades. Objetivou-se avaliar o efeito da inoculação com estirpes de bactérias diazotróficas associativas nas características produtivas e bromatológicas do capim Mombaça. Utilizou-se delineamento em blocos casualizados, constituído por 25 tratamentos, sendo 23 inoculados com bactérias diazotróficas e dois sem inoculação (um com e o outro sem nitrogênio mineral), com quatro repetições. As variáveis analisadas foram: diâmetro do colmo; largura e comprimento da folha; produtividade da matéria seca das folhas, colmos e raiz; proteína bruta; fibra em detergente ácido e neutro. Para as variáveis matéria seca da raiz, diâmetro do colmo e fibra em detergente ácido, não foram observadas diferenças entre os tratamentos. Para as demais, verificou-se contribuição positiva da inoculação com bactérias diazotróficas, destacando-se as seguintes estirpes Unifenas: 100-06, 100-13, 100-26, 100-30, 100-35, 100-54, 100-69, 100-71 e 100-94. Isto revela o potencial destas estirpes bacterianas para uso em produção sustentável do capim Mombaça com redução de insumos nitrogenados.

PALAVRAS-CHAVE: Panicum maximum, fixação biológica de N2, gramíneas forrageiras.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

18-10-2019

Como Citar

SILVA, K. P.; SILVA, G. O. A.; OLIVEIRA, T. Évellin; REZENDE, A. V.; FLORENTINO, L. A. Promoção de crescimento de capim Mombaça por bactérias diazotróficas. Pesquisa Agropecuária Tropical, Goiânia, v. 49, p. e56732, 2019. Disponível em: https://revistas.ufg.br/pat/article/view/56732. Acesso em: 29 fev. 2024.

Edição

Seção

Artigo Científico