INFLUÊNCIA DE DIFERENTES SISTEMAS DE PASTEJO SOBRE AS PROPRIEDADES FÍSICAS E AGREGAÇÃO EM SOLOS DE CERRADO

Autores

  • Silvano Alves Pereira UFG
  • Geraldo César de Oliveira UFLA
  • Huberto José Kliemann UFG
  • Luiz Carlos Balbino EMBRAPA
  • Aldi Fernandes de Souza França UFG
  • Eduardo Rodrigues de Carvalho UFG

Palavras-chave:

Cynodon dactilum, Panicum maximum, pastejo contínuo, pastejo rotacionado, taxa de lotação

Resumo

Objetivou-se avaliar alterações da estrutura do solo, que ocorreram em um Latossolo distrófico típico, causadas por diferentes sistemas de pastejo. No ano de 2004, amostras de solo (0-2 cm, 2-7 cm e 30-35 cm de profundidade) foram colhidas, em fazenda pertencente à Escola de Veterinária da Universidade Federal de Goiás, com as seguintes especificações: I) solo sob pastagem de Panicum maximum cv. Tanzânia, em sistema rotacionado de pastagem, posição touceira (“C”); II) solo sob pastagem de Panicum maximum cv. Tanzânia, em sistema rotacionado de pastagem, posição entre touceiras (“AC”); III) solo sob pastagem de Cynodon dactilum cv. Tifton 85, em sistema contínuo de pastagem; e IV) solo sob vegetação de Cerrado, como referência. A implantação das pastagens, com as gramíneas Tifton 85 e capim Tanzânia, modificaram as propriedades físicas do solo, por meio da redução de macroporos (MAC) e aumento na densidade do solo (SD). Solos sob pastagem com Tifton 85 e capim Tanzânia (posição “C”) apresentaram maior diâmetro médio geométrico (MGD), se comparados aos solos sob Cerrado e capim Tanzânia (posição “AC”). As alterações na estrutura do solo foram mais relevantes nas camadas superficiais (0-2 cm e 2-7 cm de profundidade). As taxas de lotação, praticadas nas pastagens com as gramíneas Tifton 85 e capim Tanzânia, foram excessivas, sendo a principal causa da deterioração das propriedades físicas do solo.

PALAVRAS-CHAVE: Cynodon dactilum; Panicum maximum; pastejo contínuo; pastejo rotacionado; taxa de lotação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Silvano Alves Pereira, UFG

Mestre em Agronomia, Escola de Agronomia e Engenharia de Alimentos, UFG, Goiânia, GO.

Geraldo César de Oliveira, UFLA

Universidade Federal de Lavras, Departamento de Ciência do Solo, Lavras, MG.

Huberto José Kliemann, UFG

Universidade Federal de Goiás, Escola de Agronomia e Engenharia de Alimentos, Goiânia, GO.

Luiz Carlos Balbino, EMBRAPA

Embrapa Transferência de Tecnologia/Embrapa Sede, Brasília, DF.

Aldi Fernandes de Souza França, UFG

Universidade Federal de Goiás, Escola de Veterinária, Goiânia, GO.

Eduardo Rodrigues de Carvalho, UFG

Doutorando em Ciência Animal, Escola de Veterinária, UFG, Goiânia, GO.

Downloads

Publicado

31-08-2010

Como Citar

PEREIRA, S. A.; OLIVEIRA, G. C. de; KLIEMANN, H. J.; BALBINO, L. C.; FRANÇA, A. F. de S.; CARVALHO, E. R. de. INFLUÊNCIA DE DIFERENTES SISTEMAS DE PASTEJO SOBRE AS PROPRIEDADES FÍSICAS E AGREGAÇÃO EM SOLOS DE CERRADO. Pesquisa Agropecuária Tropical, Goiânia, v. 40, n. 3, p. 274–282, 2010. Disponível em: https://revistas.ufg.br/pat/article/view/5353. Acesso em: 7 out. 2022.

Edição

Seção

Ciência do Solo