Fertirrigação e regulador de crescimento na produção de mudas de café em tubete

Autores

  • Victor Peçanha de Miranda Coelho Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Triângulo Mineiro, Uberaba, Minas Gerais, Brasil, victorcoelho@iftm.edu.br http://orcid.org/0000-0003-0024-3304
  • Kelly Martins Rosa Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Triângulo Mineiro, Uberaba, Minas Gerais, Brasil, kellymartinsrosap@gmail.com http://orcid.org/0000-0002-0668-3514
  • Paulo Eduardo Branco Paiva Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Triângulo Mineiro, Uberaba, Minas Gerais, Brasil, paulopaiva@iftm.edu.br http://orcid.org/0000-0002-9859-4251
  • Édimo Fernando Alves Moreira Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Triângulo Mineiro, Uberaba, Minas Gerais, Brasil, edimo@iftm.edu.br http://orcid.org/0000-0003-2659-5033
  • Mychelle Carvalho Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Triângulo Mineiro, Uberaba, Minas Gerais, Brasil, mychellecarvalho@iftm.edu.br https://orcid.org/0000-0001-8945-1550

Palavras-chave:

Coffea arabica L., Condutividade elétrica, Substrato

Resumo

A utilização de mudas de boa qualidade é importante para a formação de uma lavoura produtiva de café. Entretanto, o método mais utilizado atualmente para a produção de mudas de cafeeiro é demorado (6-12 meses) e carece de novas tecnologias de produção. Objetivou-se avaliar a utilização de fertirrigação e regulador de crescimento na produção de mudas de cafeeiro, com vistas ao desenvolvimento de um sistema mais rápido que o sistema convencional de produção. Para isso, sementes da cultivar Topázio foram pré-germinadas e plantadas em tubetes com substrato (casca de pinus compostada), em viveiro coberto.  Adotou-se o delineamento de blocos ao acaso, em esquema fatorial 4 x 2 (níveis de fertirrigação x utilização ou não de regulador de crescimento), com quatro repetições. A fertirrigação diária influenciou positivamente em todas as variáveis de crescimento analisadas. A pulverização foliar do regulador de crescimento apresentou pouco efeito sobre o crescimento das mudas. Quando comparado ao sistema convencional descrito na literatura, o sistema de produção de mudas de cafeeiro descrito neste trabalho reduziu, em cerca de 60 dias, o tempo de produção e permite a produção em larga escala.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Victor Peçanha de Miranda Coelho, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Triângulo Mineiro, Uberaba, Minas Gerais, Brasil, victorcoelho@iftm.edu.br

Kelly Martins Rosa, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Triângulo Mineiro, Uberaba, Minas Gerais, Brasil, kellymartinsrosap@gmail.com

Paulo Eduardo Branco Paiva, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Triângulo Mineiro, Uberaba, Minas Gerais, Brasil, paulopaiva@iftm.edu.br

Édimo Fernando Alves Moreira, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Triângulo Mineiro, Uberaba, Minas Gerais, Brasil, edimo@iftm.edu.br

Mychelle Carvalho, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Triângulo Mineiro, Uberaba, Minas Gerais, Brasil, mychellecarvalho@iftm.edu.br

Downloads

Publicado

10-10-2018

Como Citar

PEÇANHA DE MIRANDA COELHO, V.; MARTINS ROSA, K.; EDUARDO BRANCO PAIVA, P.; FERNANDO ALVES MOREIRA, Édimo; CARVALHO, M. Fertirrigação e regulador de crescimento na produção de mudas de café em tubete. Pesquisa Agropecuária Tropical, Goiânia, v. 48, n. 4, p. 350–357, 2018. Disponível em: https://revistas.ufg.br/pat/article/view/52148. Acesso em: 14 abr. 2024.

Edição

Seção

Artigo Científico