Modelos fenológicos para a implementação de práticas de manejo em pomares não irrigados de abacateiro

Autores

  • Simone Rodrigues da Silva USP/ESALQ
  • Tatiana Eugenia Cantuarias-Avilés USP/ESALQ
  • Bruno Chiavelli USP/ESALQ
  • Michael Aleixo Martins USP/ESALQ
  • Michelle Souza Oliveira USP/ESALQ

Palavras-chave:

Persea americana Mill., crescimento radicular, fluxo vegetativo, crescimento de frutos.

Resumo

Poucos modelos fenológicos têm sido formulados para abacateiros cultivados em sequeiro, em ambientes subúmidos cálidos, e em nenhum deles foram sugeridas estratégias de manejo do cultivo para melhorar o desempenho das árvores nessas condições. Avaliou-se a ocorrência e a intensidade dos principais eventos fenológicos em abacateiros ‘Hass’ e ‘Margarida’, visando a programar práticas culturais apropriadas para otimizar o manejo de pomares não irrigados, em ambiente cálido e subúmido. Foram avaliados o crescimento de brotos, densidade da raiz, número de flores abertas, frutos fixados e taxa de queda de frutos. Para ambas as cultivares, observaram-se dois fluxos de brotação em setembro-outubro (primavera) e janeiro-fevereiro (verão), enquanto o crescimento máximo das raízes de absorção ocorreu no final de agosto, coincidindo com o florescimento. Dois outros fluxos de raízes, de menor intensidade, ocorreram após o início das chuvas sazonais de verão. Ambas as cultivares apresentaram apenas um período de floração, seguido por uma queda intensa de frutos. Uma segunda queda menor de frutos ocorreu em fevereiro (meados do verão), em ambas as cultivares. Ao determinar a extensão de cada fase fenológica em ambas as cultivares, é possível programar aplicações de fertilizantes, cobertura vegetal e corretivos ao solo, durante os fluxos de crescimento das raízes, assim como pulverizações foliares durante as brotações, para manter um estado nutricional e sanitário adequado.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Simone Rodrigues da Silva, USP/ESALQ

Professora de Fruticultura/Departamento de Produção Vegetal

Tatiana Eugenia Cantuarias-Avilés, USP/ESALQ

Pós-Doutoranda em Fitotecnia / Bolsista Jovem Pesquisador Fapesp

Bruno Chiavelli, USP/ESALQ

Máster en Universidad de Jaén
Campus Las Lagunillas, S/N
Jaén – España

Michael Aleixo Martins, USP/ESALQ

Área de Fruticultura

Michelle Souza Oliveira, USP/ESALQ

PhD Student – University of Florida

Gulf Coast Research and Education Center (IFAS/UF)

14625 County Road 672

Wimauma-FL 33598 United States

Downloads

Publicado

27-09-2017

Como Citar

SILVA, S. R. da; CANTUARIAS-AVILÉS, T. E.; CHIAVELLI, B.; MARTINS, M. A.; OLIVEIRA, M. S. Modelos fenológicos para a implementação de práticas de manejo em pomares não irrigados de abacateiro. Pesquisa Agropecuária Tropical, Goiânia, v. 47, n. 3, p. 321–327, 2017. Disponível em: https://revistas.ufg.br/pat/article/view/47140. Acesso em: 28 fev. 2024.

Edição

Seção

Artigo Científico