Comportamento de busca do nematoide Heterorhabditis amazonensis em relação a fontes de estímulo

Autores

  • Vanessa Andaló Universidade Federal de Uberlândia http://orcid.org/0000-0002-6310-1680
  • Grazielle Furtado Moreira IFES - Campus Itapina
  • Alcides Moino Junior Universidade Federal de Lavras

Palavras-chave:

Spodoptera frugiperda, chaves químicas, exsudatos radiculares, compostos voláteis de plantas.

Resumo

Muitas espécies de nematoides entomopatogênicos apresentam diferenças no modo de busca pelo seu hospedeiro, podendo ser consideradas como “ambusher” ou “cruiser”. Essas diferenças podem depender de como esses nematoides detectam os sinais voláteis utilizados como dicas para o forrageamento. Objetivou-se avaliar a resposta locomotora de Heterorhabditis amazonensis RSC5 à liberação de compostos provenientes de exsudatos radiculares de diferentes plantas, ao estímulo produzido pela presença do inseto ou à atividade alimentar do inseto na planta. Foram montadas arenas com substrato ágar-água, contendo exsudatos radiculares de plântulas de milho, feijoeiro, soja, pepino, alho e tomateiro, para verificação de possível escolha por H. amazonensis, bem como em areia contendo, além do exsudato radicular das plântulas, tratamentos com Spodoptera frugiperda, plântula de alho e plântula de alho juntamente com S. frugiperda.  A espécie H. amazonensis foi atraída pelas substâncias químicas voláteis emitidas por todos os exsudatos radiculares testados, principalmente aquele obtido da plântula de alho. No entanto, a maior atração ocorreu quando exposta ao tratamento com plântula de alho associada a S. frugiperda, o que evidencia que H. amazonensis se beneficia da associação entre a presença do inseto e os compostos químicos voláteis produzidos pela planta, quando atacada por ele.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

06-09-2017

Como Citar

ANDALÓ, V.; MOREIRA, G. F.; MOINO JUNIOR, A. Comportamento de busca do nematoide Heterorhabditis amazonensis em relação a fontes de estímulo. Pesquisa Agropecuária Tropical, Goiânia, v. 47, n. 3, p. 265–272, 2017. Disponível em: https://revistas.ufg.br/pat/article/view/45395. Acesso em: 21 fev. 2024.

Edição

Seção

Artigo Científico