Acúmulo de nutrientes e desempenho agronômico de melancia sem sementes enxertada

Autores

  • Joice Simone dos Santos DCV/UFERSA
  • Rita de Cássia Souza Dias
  • Leílson Costa Grangeiro
  • Welson Lima Simões Embrapa Semiárido
  • Magnus Dall'Igna Deon Embrapa Semiárido

Palavras-chave:

Citrullus lanatus, absorção de nutrientes, nutrição de plantas.

Resumo

A adubação química é um dos principais insumos que aumentam os custos de produção da melancia. A enxertia de melancia em porta-enxerto compatível e com sistema radicular vigoroso pode aumentar a eficiência na absorção de nutrientes. Objetivou-se determinar o acúmulo de massa seca e de nutrientes e o desempenho agronômico em melancia enxertada. Utilizou-se como enxerto a melancia triploide ‘Precious Petite’ e como porta-enxerto a Linha BGCIA941 (Citrullus lanatus var. citroides). O delineamento experimental foi em blocos casualizados, em parcela subdividida, com seis repetições. Na parcela, avaliou-se ‘Precious Petite’ enxertada na Linha BGCIA941, ‘Precious Petite’ sem enxertia e Linha BGCIA941 em pé franco, enquanto a subparcela correspondeu à época de amostragem (0, 10, 20, 30, 40, 50, 60 e 70 dias após o transplantio). ‘Precious Petite’ enxertada na Linha BGCIA 941 acumulou mais macro e micronutrientes que as plantas sem enxertia, incrementando a produtividade de frutos, firmeza da polpa e espessura da casca, mas não alterou os teores de sólidos solúveis. A ordem decrescente de acúmulo de nutrientes nas plantas enxertadas foi N > K > Ca > Mg > P > S > Fe > Mn > Zn > B > Cu, e em ‘Precious Petite’ sem enxertia correspondeu a N > K > Ca > Mg > P > S > Mn > Fe > B > Zn > Cu.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

30-09-2016

Como Citar

SANTOS, J. S. dos; DIAS, R. de C. S.; GRANGEIRO, L. C.; SIMÕES, W. L.; DEON, M. D. Acúmulo de nutrientes e desempenho agronômico de melancia sem sementes enxertada. Pesquisa Agropecuária Tropical, Goiânia, v. 46, n. 3, p. 311–320, 2016. Disponível em: https://revistas.ufg.br/pat/article/view/39610. Acesso em: 22 abr. 2024.

Edição

Seção

Artigo Científico