Compostagem de dejetos líquidos de suínos como fonte de nitrogênio na cultura de painço

Autores

  • Alieze Nascimento da Silva Universidade Federal de Santa Maria
  • Claudir José Basso Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), Centro de Educação Superior Norte do Rio Grande do Sul,Departamento de Ciências Agronômicas e Ambientais, Frederico Westphalen, RS, Brasil.
  • Dionei Schmidt Muraro Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), Centro de Educação Superior Norte do Rio Grande do Sul,Departamento de Ciências Agronômicas e Ambientais, Frederico Westphalen, RS, Brasil.
  • Cícero Ortigara Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), Centro de Educação Superior Norte do Rio Grande do Sul,Departamento de Ciências Agronômicas e Ambientais, Frederico Westphalen, RS, Brasil.
  • Edivan Pansera Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), Centro de Educação Superior Norte do Rio Grande do Sul,Departamento de Ciências Agronômicas e Ambientais, Frederico Westphalen, RS, Brasil.

Palavras-chave:

Panicum miliaceum L., resíduos orgânicos, nutrição mineral, produtividade de grãos.

Resumo

Com a intensificação dos sistemas de criação de suínos, no Brasil, a produção de dejetos cresceu consideravelmente, provocando problemas de contaminação da água e solo, devido à sua aplicação inadequada. A compostagem de dejetos líquidos de suínos surge como alternativa para evitar ou reduzir impactos negativos, principalmente para produtores com limitação de áreas físicas, ou que visem ao aumento do número de animais na unidade de produção. Objetivou-se avaliar o efeito de doses de compostagem de dejetos líquidos de suínos nas características agronômicas e produtividade de grãos de painço. O delineamento experimental foi em blocos ao acaso, com quatro repetições e cinco tratamentos, os quais consistiram em testemunha sem adubação, testemunha com adubação mineral (NPK) e doses de compostagem de dejetos líquidos de suínos (4,0 Mg ha-1; 8,0 Mg ha-1; 12,0 Mg ha-1). A compostagem de dejetos líquidos de suínos promoveu incremento na produção de massa seca, número de grãos por planta e produtividade de grãos de painço, em relação às testemunhas sem adubação e com aubação mineral. A resposta do painço para produtividade, nas doses de 8,0 Mg ha-1 e 12,0 Mg ha-1, mostrou-se superior à das testemunhas sem adubação e com adubação mineral recomendada para a cultura, sendo que esta apresenta máxima eficiência agronômica para a dose de 8,0 Mg ha-1.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

19-04-2016

Como Citar

SILVA, A. N. da; BASSO, C. J.; MURARO, D. S.; ORTIGARA, C.; PANSERA, E. Compostagem de dejetos líquidos de suínos como fonte de nitrogênio na cultura de painço. Pesquisa Agropecuária Tropical, Goiânia, v. 46, n. 1, p. 80–88, 2016. Disponível em: https://revistas.ufg.br/pat/article/view/38457. Acesso em: 12 jul. 2024.

Edição

Seção

Artigo Científico