Silício na nutrição mineral e acúmulo de alumínio em plantas de arroz de terras altas

Autores

  • Lucas Barbosa de Freitas
  • Dirceu Maximino Fernandes Faculdade de Ciências Agronômicas - Unesp
  • Suelen Cristina Mendonça Maia Instituto Federal Goiano, Campus Avançado Cristalina

Palavras-chave:

Oryza sativa, nitrogênio, boro.

Resumo

O silício é capaz de proteger as plantas contra vários estresses bióticos e abióticos, entre eles o estresse por alumínio. No entanto, a interação entre silício e alumínio ainda é pouco conhecida, sendo que há diversas hipóteses para justificar o papel do silício na amenização do estresse causado por alumínio. Objetivou-se avaliar o efeito da aplicação de silício nos teores e acúmulos de macro e micronutrientes, alumínio e silício na parte aérea de plantas de arroz de terras altas cultivadas sob estresse por alumínio, bem como as características químicas do solo após a colheita. O delineamento experimental utilizado foi o de blocos casualizados, disposto em modelo fatorial 2 x 5, com quatro repetições. Os tratamentos consistiram de duas cultivares de arroz de terras altas (BRS Talento - não tolerante ao alumínio; Guarani - tolerante ao alumínio) e cinco doses de silício (0 mg dm-3, 30 mg dm-3, 60 mg dm-3, 90 mg dm-3 e 120 mg dm-3). O silício aplicado aumenta o teor de silício na planta e no solo e diminui o teor de alumínio na parte aérea, porém, não incrementa a absorção de macro e micronutrientes e não altera o teor de alumínio e pH do solo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

14-01-2016

Como Citar

FREITAS, L. B. de; FERNANDES, D. M.; MAIA, S. C. M. Silício na nutrição mineral e acúmulo de alumínio em plantas de arroz de terras altas. Pesquisa Agropecuária Tropical, Goiânia, v. 45, n. 4, p. 440–448, 2016. Disponível em: https://revistas.ufg.br/pat/article/view/38085. Acesso em: 5 mar. 2024.

Edição

Seção

Artigo Científico