Métodos para superação de dormência em sementes de tomateiro arbóreo (Solanum betaceum)

Autores

  • Carlos Kosera Neto Universidade Tecnológica Federal do Paraná
  • Kamila Cristina Fabiane Universidade Tecnológica Federal do Paraná
  • Juliana Cristina Radaelli Universidade Tecnológica Federal do Paraná
  • Américo Wagner Júnior Universidade Tecnológica Federal do Paraná
  • Gisely Correa Moura Universidade Tecnológica Federal do Paraná

Palavras-chave:

Solanaceae, estratificação, giberelina.

Resumo

O tomateiro arbóreo (Solanum betaceum) é espécie pouco conhecida, porém, apresenta frutos com enorme potencialidade de mercado, uma vez que podem ser consumidos tanto in natura como na forma industrializada. Contudo, um dos entraves para essa potencialidade se tornar realidade é a produção de mudas. A propagação dessa espécie ocorre por meio de sementes, mas, normalmente, a germinação requer tempo, principalmente sob condições de estresse. Objetivou-se verificar se existe dormência em sementes de tomate arbóreo e a técnica adequada para obter germinação rápida e uniforme. O delineamento foi o inteiramente casualizado, em esquema fatorial 5 x 2 (métodos para superação de dormência x luz), com 4 repetições de 50 ou 60 sementes, de acordo com o ciclo produtivo. Os métodos avaliados foram estratificação, hidrocondicionamento, condicionamento osmótico com GA3 e controle, com e sem luz. Também foram avaliados a germinação e o índice de velocidade de germinação, bem como o início e tempo médio de germinação. A utilização de GA3 na concentração de 100 mg L-1 ou 300 mg L-1 é recomendada para a germinação de sementes de tomate arbóreo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

08-01-2016

Como Citar

KOSERA NETO, C.; FABIANE, K. C.; RADAELLI, J. C.; WAGNER JÚNIOR, A.; MOURA, G. C. Métodos para superação de dormência em sementes de tomateiro arbóreo (Solanum betaceum). Pesquisa Agropecuária Tropical, Goiânia, v. 45, n. 4, p. 420–425, 2016. Disponível em: https://revistas.ufg.br/pat/article/view/37332. Acesso em: 25 fev. 2024.

Edição

Seção

Artigo Científico