EFICIÊNCIA DE USO DA RADIAÇÃO E PROPRIEDADES ÓTICAS DA CULTURA DO AMENDOIM

Autores

  • Hideu Ferreira de Assunção UFG - CAJ
  • João Francisco Escobedo
  • Marco Aurélio Carbone Carneiro

Palavras-chave:

Análise de crescimento, índice de área foliar, interceptação da luz

Resumo

Um ensaio com amendoim (Arachis hypogaea L.), cv. IAC-Tatu-ST, foi conduzido em Botucatu, SP, durante o período de 11 de fevereiro a 03 de junho de 2001. Em todas as fases de crescimento das plantas, foram monitoradas a radiação fotossinteticamente ativa (PAR) incidente, refletida e transmitida, bem como o crescimento e a produção semanal da fitomassa, além da energia química acumulada nas raízes, hastes, folhas, frutos e sementes. O objetivo foi determinar o coeficiente de extinção da luz (k), a eficiência de uso da radiação (RUE), a eficiência de conversão da radiação (RCE) e o Índice de colheita (HI) da cultura. Os resultados mostraram que o coeficiente de extinção da luz da cultura do amendoim é de 0,66. No final do ciclo, a cultura interceptou 628 MJ m-² e absorveu 592 MJ m-² de PAR. Nesta fase, a cultura acumulou 803 g m-² de massa seca, em fitomassa, e armazenou 14,8 MJ m-² de energia química. Assim, RUE atingiu um valor de 1,28 g MJ-¹ e RCE, o de 2,5%. A produtividade obtida foi de 4,4 t ha-¹ de amendoim em casca, equivalendo a 3,3 t ha-¹ de grãos. O índice de colheita (HI) alcançado pela cultura é de 0,58 MJ MJ-1, em base de energia, e 0,41 g g-¹, em base de massa seca.

 

PALAVRAS-CHAVE: Análise de crescimento; índice de área foliar; interceptação da luz.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

João Francisco Escobedo

Prof. Titular, Departamento de Recursos Naturais, FCA/UNESP – Botucatu/SP – Brasil

Marco Aurélio Carbone Carneiro

Prof. Adjunto, Campus Jataí/UFG – Goiás - Brasi

Downloads

Publicado

29-09-2008

Como Citar

ASSUNÇÃO, H. F. de; ESCOBEDO, J. F.; CARNEIRO, M. A. C. EFICIÊNCIA DE USO DA RADIAÇÃO E PROPRIEDADES ÓTICAS DA CULTURA DO AMENDOIM. Pesquisa Agropecuária Tropical, Goiânia, v. 38, n. 3, p. 215–222, 2008. Disponível em: https://revistas.ufg.br/pat/article/view/3307. Acesso em: 2 mar. 2024.

Edição

Seção

Artigo Científico