EFICIÊNCIA E SELETIVIDADE DE HERBICIDAS NA CULTURA DA SOJA (Glycine Max (L. ) Merrill) EM ÁREA DE CERRADO

Autores

  • Lizz Kezzy de Morais UFG
  • Paulo Alcanfor Ximenes UFG
  • José Baldin Pinheiro UFG
  • Cláudio Aparecido Silveira Bayer S.A.

Palavras-chave:

Soja, sulfentrazone, imazaquin, metribuzin

Resumo

Com o objetivo de avaliar a eficiência e a seletividade dos produtos Boral (sulfentrazone), Scepter (lmazaquin) e Sencor (metribuzin) no controle de plantas daninhas na cultura da soja, instalou-se um ensaio na Escola de Agronomia da Universidade Federal de Goiás, no município de Goiânia - GO. O ensaio constituiu-se de seis tratamentos: l- Boral 500 SC (1,2 1/ha); 2- Sencor 480 SC (1,0 1/ha); 3- Sencor 480 SC + Scepter 150 CE (0,6 + 0,8 l/ha); 4 - Sencor 480 SC + Boral 500 SC (0,75 + 0,70 l/ha); 5- Testemunha sem capina e 6-Testemunha capinada. O delineamento foi o de blocos ao acaso com quatro repetições. Foi utilizado o cultivar de soja MTBR-49 (Pioneira), com espaçamento de 50 cm e com densidade de 20 plantas/m. Não houve diferenças significativas entre os tratamentos na primeira e segunda avaliações em relação à ocorrência das plantas daninhas guanxuma (Sida rhombifolia L.), erva-quente (Spermacoce latifolia Aubl.) e corda-de-viola (Ipomoea purpurea Lam.). Os tratamentos, porém, diferiram para as plantas daninhas arrapicho-rasteiro (Acanthospermum australe (Loefl.) O. Kuntze) na primeira avaliação (27 dias após a aplicação dos produtos) e Brachiaria decumbens Stapt. na segunda avaliação (41 dias após a aplicação dos produtos). Não foram observados problemas severos de fitotoxidez.

PALAVRAS-CHAVE: Soja; sulfentrazone; imazaquin; metribuzin.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

19-12-2007

Como Citar

MORAIS, L. K. de; XIMENES, P. A.; PINHEIRO, J. B.; SILVEIRA, C. A. EFICIÊNCIA E SELETIVIDADE DE HERBICIDAS NA CULTURA DA SOJA (Glycine Max (L. ) Merrill) EM ÁREA DE CERRADO. Pesquisa Agropecuária Tropical, Goiânia, v. 28, n. 2, p. 113–118, 2007. Disponível em: https://revistas.ufg.br/pat/article/view/3002. Acesso em: 28 nov. 2022.

Edição

Seção

Artigo Científico