Influência do sistema integrado de produção agropecuária no solo e na produtividade de soja e braquiária

Autores

  • João de Andrade Bonetti Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), Faculdade de Agronomia, Departamento de Solos, Porto Alegre, RS, Brasil.
  • Helder Barbosa Paulino Universidade Federal de Goiás (UFG), Unidade Regional de Jataí, Jataí, GO, Brasil.
  • Edicarlos Damacena de Souza Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), Campus Universitário de Rondonópolis, Instituto de Ciências Agrárias e Tecnológicas, Rondonópolis, MT, Brasil.
  • Marco Aurélio Carbone Carneiro Universidade Federal de Lavras (UFLa), Departamento de Ciência do Solo, Lavras, MG, Brasil.
  • Geanderson Nascimento da Silva Universidade Federal de Lavras (UFLa), Departamento de Ciência do Solo, Lavras, MG, Brasil.

Palavras-chave:

Glycine max L., Urochloa ruziziensis, agregação do solo, porosidade do solo.

Resumo

A presença de animais em áreas de lavoura pode alterar a estrutura física do solo, sendo que a intensidade de pastejo contribui para esse resultado. Este trabalho objetivou avaliar os atributos físicos do solo e a produtividade de soja e braquiária, em sistema integrado de produção agropecuária, sob plantio direto. Os tratamentos foram distribuídos em blocos casualizados, com três repetições, e consistiram de diferentes alturas de manejo do pasto (0,25 m, 0,35 m e 0,45 m) e uma área sem pastejo. Foi determinada a biomassa seca da parte aérea e raiz da soja e braquiária e a produtividade da soja. Amostras de solo foram coletadas nas camadas de 0-5 cm, 5-10 cm e 10-20 cm de profundidade, sendo determinados os seguintes atributos físicos: densidade, porosidade total, macroporosidade, microporosidade, resistência à penetração e diâmetro médio ponderado de agregados. As intensidades de pastejo não interferiram na densidade do solo em nenhuma das camadas. Houve redução da porosidade total após o segundo ciclo de pastejo, na camada de 0-5 cm. O diâmetro médio ponderado de agregados foi menor nas áreas pastejadas nas camadas de 0-5 cm e 10-20 cm e verificou-se aumento da resistência mecânica à penetração em todas as camadas, principalmente para o pastejo a 0,25 m de altura. A quantidade de biomassa seca total (soja + braquiária) e biomassa seca da parte aérea da braquiária foram menores nas áreas pastejadas, no entanto, a produtividade da soja não foi influenciada pelos ciclos de pastejo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

24-03-2015

Como Citar

BONETTI, J. de A.; PAULINO, H. B.; SOUZA, E. D. de; CARNEIRO, M. A. C.; SILVA, G. N. da. Influência do sistema integrado de produção agropecuária no solo e na produtividade de soja e braquiária. Pesquisa Agropecuária Tropical, Goiânia, v. 45, n. 1, p. 104–112, 2015. Disponível em: https://revistas.ufg.br/pat/article/view/29625. Acesso em: 30 maio. 2024.

Edição

Seção

Ciência do Solo